Buscar

Jovem halterofilista conquista ouro e bronze na Copa do Mundo de Dubai


Lara Aparecida, com as medalhas de ouro e bronze conquistadas na etapa de Dubai da Copa do Mundo de halterofilismo paralímpico. Foto: divulgação

A mineira Lara Aparecida, 15 anos, da categoria até 41kg, ergueu 73kg e faturou a medalha de ouro da categoria júnior no primeiro dia da etapa de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, da Copa do Mundo de halterofilismo. A marca também lhe rendeu o bronze entre na categoria adulto. A competição prossegue até a próxima terça-feira (12.02) e tem transmissão ao vivo pelo Facebook do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB).

A brasileira dividiu o pódio júnior com a vice-campeã Tursynay Kabyl, do Cazaquistão, que ergueu 61kg, e a terceira colocada Kseniia Tokar, da Ucrânia, que suspendeu 60kg. Já o pódio adulto foi composto pela campeã Noura Baddour, da Síria, que levantou 82kg e a vice-campeã foi Samira Guerioua, da Argélia, com 78kg erguidos.

Mineira de Uberlândia, Lara nasceu com má formação congênita e começou no halterofilismo aos 10 anos. Em 2018, participou do Campeonato Europeu, na França, no qual faturou o ouro após levantar 65kg.

A Copa do Mundo de Dubai conta com 241 halterofilistas inscritos, de 39 países. O Brasil está representado por 17 atletas, entre eles o medalhista paralímpico nos Jogos Rio 2016, o baiano Evânio Rodrigues (na categoria até 88kg) e a recordista continental e Mundial na categoria júnior (até 20 anos), a paulista Mariana D'Andrea (até 67kg), de 20 anos.

Este é o primeiro desafio da equipe nacional nesta temporada, que tem grandes eventos pela frente em 2019, como o Campeonato Mundial, em julho, no Cazaquistão, e os Jogos Parapan-Americanos de Lima, no Peru, em agosto.

Fonte: Comitê Paralímpico Brasileiro

#halterofilista #Dubai