Buscar

Congresso barra autofinanciamento ilimitado de campanhas


As bancadas do PT na Câmara e no Senado ajudaram a derrubar o veto de Michel Temer que liberava o autofinanciamento das campanhas até o limite total do teto estipulado por lei (PLC 110/17).

Com a queda do veto, o autofinanciamento fica limitado a dez salários mínimos ou 10% da renda declarada ao Imposto de Renda no ano anterior, o que for menor, segundo o que determina a lei.

“É uma questão de justiça (derrubar o veto), para que haja igualdade de condições entre os candidatos, para que aquele candidato que é uma pessoa mais afortunada por ser empresário não tenha mais condições de fazer a sua campanha eleitoral”, ressaltou o líder da bancada, deputado Carlos Zarattini (SP).

“Ao votar Carlos Zarattini (SP) ‘não’, estamos dizendo que um candidato milionário não pode colocar milhões na sua própria campanha, desequilibrando o jogo democrático. Com o veto de Michel Temer, a campanha vira a campanha dos multimilionários”, alertou o deputado Henrique Fontana (PT-RS).

Fonte: PT na Câmara

#Financiamentopúblico