Buscar

Solidariedade: Lula recebe visita de Dilma e apoio de militantes


Em sinal de solidariedade, a presidenta Dilma Rousseff realizou uma visita ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, neste sábado (5), na casa dele, em São Bernardo do Campo (SP). O local também foi palco de manifestações de apoio de militantes, que passaram o dia em frente ao prédio onde o petista mora.

Segundo relatou à imprensa o deputado Vicente Paulo da Silva (PT-SP), conhecido como Vicentinho, a presidente Dilma e o ex-presidente Lula conversaram por cerca de uma hora sobre os abusos da Lava Jato. Na sexta-feira (4), Lula foi alvo de mais uma fase a operação e foi levado coercitivamente pela Polícia Federal para prestar depoimento.

Ainda segundo o parlamentar, a presidente teria voltado a afirmar que considerou a ação “desnecessária”, além de criticar o “espetáculo” em torno da operação. “Não era preciso fazer isso”, teria dito Dilma segundo o relato feito por Vicentinho. “

“Você é muito importante para o país e para os trabalhadores, Lula”, teria dito Dilma.

Acompanhada do ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, Dilma foi recebida pela militância que faz vigília no local aos gritos de “não vai ter golpe”. Pouco tempo depois, a presidenta, Lula e a esposa do ex-presidente, Marisa Letícia, acenaram aos manifestantes.

Para Vicentinho, “a ação comprova um conluio entre o juiz Sérgio Moro, o PSDB e as “elites que não querem Lula no poder”.

Antes, o ex-presidente desceu para conversar com a militância que estava em frente ao prédio onde mora no ABC. No local, Lula recebeu o carinho de cerca de 300 pessoas. Eles estão em vigília para demonstrar repúdio aos ataques sofridos pelo petista.

“Lula é meu amigo. Mexeu com ele, mexeu comigo” e “não vai ter golpe” eram os gritos entoados pelo grupo.

Fonte: Agência PT, com informações de agências

#politica