Buscar

Presidenta da Argentina denuncia nova campanha contra sua imagem por parte dos fundos abutres


A presidenta Cristina Fernández de Kirchner denunciou que “os abutres internacionais e os autóctones” estão outra vez “ao ataque”, afirmando que são autores de uma campanha para prejudicar a sua imagem, através da publicação de fotos de um suposto desfile de brigadas do Hezbolla em Gaza, na qual os que marcham trazem cartazes com a cara da Presidenta e a do líder do Hezbolla, entre outras.


“Alguns meios como o Infobae reproduzem fotos divulgadas por um 'site' da web chamado 'Arabi-press', onde é 'mostrado' um suposto desfile de brigadas do Hezbollah com fotos, entre as referidas, a minha. A verdade é que os abutres continuam indo além. Agora falsificando fotos”, denunciou a presidenta.


Na mesma linha, opinou: “Cuidaram os detalhes, mas a verdade é que não foram originais. Basta com entrar no site da web, onde estão publicando a minha foto junto com autoridades do Irã, se referindo a um 'pacto do diabo'. O que será que eles vão dizer agora com a associação implícita do Governo dos EUA com a República Islâmica do Irã para combater os jihadistas iraquianos? A Real Politique, e menos quando muda tanto, não ajuda nem um pouco essas pessoas”.



“Também não foram criativos”, continuou, e lembrou: “Sobram exemplos: as falsas fotos do Juan Domingo Perón com estrelas do cinema. Ou a falsa foto de Martin Luther King em uma escola do Partido Comunista. Ou Stalin fazendo desaparecer as vítimas das fotos oficiais. Os abutres querem que a minha foto apareça”.



Além disso, afirmou que “o mais patético é este curioso portal de 'Arabi-press'. Mais falso impossível. Quem pode imaginar uma cadeia de notícias muçulmana acrescentando a palavra inglesa “press” ao seu nome? Simplesmente ridículo”.



“A campanha abutre vai continuar”, foi o começo da última linha do texto, que encerrou: “Agora sim. Os reprodutores locais deveriam colocar a lenda obrigatória nos EUA: 'Pago pela American Task Force Argentina'”.




Fonte: Télam / Rede Mundo

#internacional