Buscar

Defesa Civil capacita servidores do interior para administrar recursos federais


A Defesa Civil do Amazonas, em parceria com a Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), iniciou nesta segunda-feira (18) no auditório João Bosco Ramos de Lima o curso “Gestão de Recursos Federais”, que acontece até a próxima sexta-feira (22).


O público alvo são os servidores das defesas civis do interior e a intenção é capacitar e orientar a gestão dos recursos repassados aos municípios em todas as etapas do processo, como solicitação de reconhecimento federal em relação à situação de anormalidade, instruções de preenchimento de formulários de solicitações de recursos, além de prestação de contas de recursos recebidos, tudo sob orientação da Secretaria Nacional de Defesa Civil, que está realizando o curso em vários estados brasileiros.


O representante da Secretaria Nacional de Defesa Civil, Augusto Batista, explicou a importância da gestão dos recursos para os municípios a fim de se evitar transtornos à população afetada. “Quando o município não aplica corretamente os recursos, automaticamente ele tem de devolver esses recursos, onerando o município que já está afetado, além de ser inscrito no cadastro de inadimplentes do Governo Federal, sendo impedido de receber outros repasses”, afirmou, acrescentando que o atraso na prestação de contas é a principal falha cometida por municípios do Brasil inteiro.


Destacando os problemas de falta de prestação de contas ocorridos entre os anos de 2009 a 2012, o coordenador da Defesa Civil do Amazonas, coronel Roberto Rocha afirmou que o curso é uma oportunidade de solucionar o problema da prestação de contas, por exemplo, para que não haja a devolução de recursos. “Tivemos problemas sérios de devolução de recursos aqui no Amazonas por conta de incoerência e falta de gestão. O que percebemos é que falta interação e instrução de como preparar um plano de trabalho e como gastar os recursos”, avaliou, acrescentando que em 2012 foram 36 os municípios que tiveram de devolver recursos na ordem de R$ 7 milhões.


O representante da Defesa Civil de Iranduba, Rener Cruz, elogiou a iniciativa da realização do curso. “Muito importante essa iniciativa para capacitar os servidores, orientando na prestação de contas que realmente é dificultada pela baixa qualidade do sinal de internet nos municípios, principalmente aqueles mais distantes”, citou.


A aceitação do curso foi grande, tendo a participação de representantes de municípios próximos à capital, como Iranduba (a 27 km de Manaus), Boa Vista do Ramos (a 271 km de Manaus) e Presidente Figueiredo (a 117 km de Manaus), assim como outros mais distantes, como Santa Isabel do Rio Negro (a 630 km de Manaus).


Fonte: Agência de Notícias da ALEAM / Rede ,Mundo

#politicas