Ibama, Funai e Polícia Federal desativam garimpo ilegal próximo a índios isolados no oeste do Amazonas

15-Sep-2019

O Ibama, em operação conjunta com a Fundação Nacional do Índio (Funai) e a Polícia Federal (PF), desativou cerca de 60 balsas que realizavam garimpo ilegal nas Terras Indígenas (TIs) Vale do Javari, Katuquina do Rio Biá e na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Cujubim, no oeste do Amazonas.

 

Resultado de cinco meses de planejamento e preparação logística, a Operação Korubo mobilizou cerca de 60 agentes das três instituições federais. Uma aeronave da PF que alcança grandes altitudes realizou o reconhecimento da área, em complementação às imagens de satélite. Quatro helicópteros foram usados nas abordagens e no transporte de equipes.

 

A interrupção das atividades de garimpo ilegal foi realizada por integrantes do Grupo Especial de Fiscalização (GEF) do Ibama; do Comando de Operações Táticas (COT) e da Delegacia de Tabatinga, da PF; e da Coordenação Geral de índios Isolados e de Recente Contato (CGIIRC) da Funai.

 

O Ministério Público Federal (MPF) em Tabatinga (AM) participa do processo de articulação entre as instituições participantes e emite recomendações aos órgãos competentes para a desativação dos equipamentos usados nas atividades ilegais, além de conduzir a responsabilização criminal dos infratores.

 

Os alvos da Operação Korubo estão localizados em uma das áreas mais remotas e de difícil acesso da Amazônia brasileira. A TI Vale do Javari é o território com a maior concentração de povos indígenas isolados de todo o mundo, havendo nove referências confirmadas, além de três referências em investigação. A proteção territorial desenvolvida por meio de operações de fiscalização federal é essencial para a garantia da autonomia e da sobrevivência desses povos indígenas.

 

Fonte: IBAMA

Please reload

Posts Relacionados
Leia também...
Please reload

Please reload

© 2019 por Rede Mundo

  • Twitter App Icon
  • Facebook App Icon
  • Google+ App Icon