Seminário e ato em defesa da soberania nacional reúne Dilma, Haddad e Boulos na Câmara

4-Sep-2019

Com a participação da ex-presidenta Dilma Rousseff e dos ex-candidatos à presidência da República Fernando Haddad (PT) e Guilherme Boulos (PSOL), os partidos de Oposição ao governo Bolsonaro realizam na Câmara, nesta quarta-feira (4), seminário e ato político em defesa da Soberania Nacional, do emprego e contra as privatizações em curso. Durante o evento, que conta com a parceria das Frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, será lançada também a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Soberania Nacional, presidida pela senadora Zenaide Maia (PROS-RN) e coordenada pelo deputado e ex-ministro do Desenvolvimento Social do governo Lula, deputado Patrus Ananias (PT-MG).

 

O seminário será realizado no auditório Nereu Ramos, das 9h às 19h, e analisará os impactos desta política na educação, na produção de conhecimento científico nacional e na desestruturação do setor industrial brasileiro. Haverá também debate sobre temas como desenvolvimento econômico, privatizações de bancos públicos, dos Correios, da Previdência, da Eletrobrás e da Petrobras, e pautas ambientais envolvendo Amazônia, mineração e água. Ainda durante o evento será lançado um manifesto à Nação.

 

Segundo Patrus Ananias, é necessário “mobilizar a sociedade brasileira no debate amplo, democrático e plural sobre o País que nós queremos hoje e para o futuro”. A Frente parlamentar coordenada pelo deputado mineiro conta com o apoio de 258 deputados e senadores. A Frente atuou em 2017, durante o governo Temer, e agora volta a ser prioridade dos partidos políticos do campo democrático e de movimentos sociais.

 

Participam também do seminário e do ato político o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), o ex-chanceler Celso Amorim, o ex-senador Roberto Requião (MDB-PR) e representantes religiosos, como Dom Evaristo Pascoal Spengler, bispo da Prelazia do Marajó (PA) e representante da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), e a presbítera Anita Sue Wright, primeira-vice-presidente do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (Conic), além de João Pedro Stédile, da direção nacional do MST e da Frente Brasil Popular; e Makota Celinha, do Centro Nacional de Africanidade e Resistência Afro-Brasileira; e Iago Montalvão, da União Nacional dos Estudantes (UNE).

 

O evento é organizado pela Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público (Ctasp), com o apoio do PT, PSOL, PCdoB, PSB, PDT, Rede,frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo e Comitê Nacional em Defesa das Empresas Públicas.

 

O seminário é aberto ao público e à imprensa. O credenciamento ocorrerá no local.

 

Fonte: PT na Câmara

Please reload

Posts Relacionados
Leia também...
Please reload

Please reload

© 2019 por Rede Mundo

  • Twitter App Icon
  • Facebook App Icon
  • Google+ App Icon