Sociólogos de Harvard, Cambridge e Sorbonne se manifestam contra Jair

5-May-2019

Mais de 5 mil sociólogos de algumas das universidades mais renomadas do mundo divulgaram manifesto contra declarações de Jair Bolsonaro (PSL) e anúncio de cortes do Ministério da Educação. O texto é assinado por professores e pesquisadores de Harvard, nos Estados Unidos, Cambrige, na Inglaterra e Sorbonne, na França. A informação foi divulgada pela revista Época nessa sexta-feira (03).

 

O documento foi divulgado após Bolsonaro afirmar que o Ministério da Educação pretende descentralizar investimentos em filosofia, sociologia e demais áreas das Ciências Humanas. Na mesma semana, a pasta anunciou o bloqueio de 30% na verba de todas as universidades e institutos federais. Mais um prova da total falta de comprometimento do atual governo com a educação.

 

Em trecho do documento divulgado pela revista Época, os pesquisadores ressaltam que “a tentativa de tirar fundos de programas de sociologia é uma afronta à disciplina, à academia e, mais ainda, à busca humana pelo conhecimento”.

 

Os pesquisadores explicam que as declarações são pautadas pela falsa ideia de que a educação universitária “só é válida se for imediatamente rentável. E defendem que, na verdade, as instituições de ensino superior têm o propósito de “produzir uma sociedade enriquecida e escolarizada, que se beneficia do ambiente coletivo para criar conhecimento”.

 

Fonte::Agência PT, com informações da Época

Please reload

Leia também...
Please reload

Posts Relacionados

© 2020 por Rede Mundo

  • Twitter App Icon
  • Facebook App Icon
  • Google+ App Icon