“Estão tentando destruir a maior estatal brasileira”, diz Dilma

2-Jun-2018

A presidenta eleita Dilma Rousseff visitou na quinta-feira (31) o ex presidente Lula na sede da Polícia Federal em Curitiba. Segundo Dilma, os dois conversaram com preocupação sobre a situação atual do país. Para a presidenta, o governo ilegítimo atuou para reduzir a produção da Petrobras e “dolarizar” o petróleo brasileiro.

 

“Inventaram que a Petrobras estava quebrada para reduzir a produção das refinarias. Hoje elas trabalham com capacidade ociosa, antes você tinha um grau de produção que beirava os 75%. Não podemos aceitar que dolarizem nosso petróleo. Por que o petróleo brasileiro, com custos brasileiros, produzido em real tem que estar dolarizado ou ligado ao preço internacional?”, questionou Dilma. “O presidente Lula me lembrou de tudo isso. E nós avançamos na compreensão do que está sendo a destruição da maior empresa estatal brasileira”.

 

Dilma lembrou o projeto de autossuficiência desenhado pelas gestões petistas, baseado na expansão das refinarias e na recuperação da indústria naval. “Ao invés de exportar óleo bruto, exportar derivados. Essa era a base que imaginamos quando descobrimos o pré sal.

A maldição do petróleo acontece quando é exportado bruto para importar todos os demais bens. Tendo uma estrutura industrial que permitia que o Brasil produzisse derivados. Não podemos aceitar”, destacou.

 

Dilma afirmou ainda que a Petrobras tem sido alvo de um desmonte por parte das empresas que miram a capacidade de suas reservas. “Uma empresa de petróleo é medida pelas suas reservas. E o processo de privatização das refinarias é para abrir o mercado brasileiro desnecessariamente para importação de petróleo”, resumiu.

 

Na saída da Polícia Federal, Dilma caminhou até a Vigília Lula Livre e reafirmou a candidatura de Lula a Presidência da República. Ela contou que Lula está indignado com a injustiça de sua prisão política e que é se lembrando de feitos importantes realizados no governo do PT, como a exploração do pré-sal e a “ampliação das refinarias”, que se mantém confiante no restabelecimento da democracia no Brasil.

 

Mais cedo, o ator norte americano e embaixador da ONU, Danny Glover, também visitou Lula e destacou que levará a pauta das agressões à democracia brasileira e da prisão política de Lula em suas missões pelo mundo. “Na minha condição de embaixador da ONU pude receber muitas informações dos movimentos sociais que repassarei aos congressistas do meu país e do mundo a fim de discutir a restauração da democracia no Brasil”, afirmou. “Estou alimentado pela esperança de Lula no fato de que nós vamos vencer”, finalizou.

 

Do Lula.com

Please reload

Leia também...
Please reload

Posts Relacionados

© 2020 por Rede Mundo

  • Twitter App Icon
  • Facebook App Icon
  • Google+ App Icon