Iberê Camargo, Moacir Andrade e outros nomes integram exposição da coleção Thiago de Mello

1-Feb-2018

Aberta na noite da última quarta-feira (31/01), a exposição “Décadas de Amizades e Cores – Notícias da Coleção Thiago de Mello” apresenta ao público amazonense um rico acervo com obras de artistas do Brasil, incluindo nomes representativos das artes plásticas no Amazonas, e da América Latina. A mostra é uma realização do Governo do Amazonas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC).

 

“Décadas de Amizades e Cores” tem visitação gratuita de segunda-feira a sábado, das 13h às 17h, e aos domingos, das 11h às 15h, no Centro Cultural Palácio da Justiça, no Centro. A exibição ficará em cartaz até 30 de abril de 2018.

 

Com curadoria de Óscar Ramos, a nova mostra da Coleção Thiago de Mello reúne 37 obras, presenteadas ao poeta amazonense por importantes nomes do cenário brasileiro, como Iberê Camargo, Santa Rosa, Fernando Fiuza e Ana Letícia, e representantes do Amazonas, entre eles Moacir Andrade, Jair Jacqmont, Sérgio Cardoso, Hahnemann Bacelar e Paulo Olivença. Há ainda trabalhos de Roser Bru e Guillermo Núñez, ambos do Chile.

 

Universo de arte e poesia
Para o secretário de Cultura, Denilson Novo, a mostra no Centro Cultural Palácio da Justiça oferece aos visitantes a oportunidade de imergir no universo artístico e poético em que Thiago de Mello vem vivendo ao longo de sua carreira.

 

“Graças à sensibilidade do Óscar na montagem, a exibição tem um clima intimista e aproxima a gente dessas obras de arte que, sem dúvida, eram de grande estima do Thiago e compunham o universo que o inspirava em seus trabalhos. Todo amazonense que puder visitar e conhecer essas obras vai sair também inspirado”, destacou ele, na abertura da mostra.

 

“Ficamos muito felizes de inaugurar mais uma grande exposição, capaz de despertar potenciais no público”, completou o secretário.

 

Declarações de amor
Para Óscar Ramos, o novo acervo da Coleção Thiago de Mello, tal como os demais hoje existentes na Pinacoteca do Amazonas e na Pinacoteca Municipal de Manaus, enfatiza o apreço de numerosos e diversos artistas pelo poeta amazonense. “Ela afirma algo que considero do maior valor, que é o amor desses artistas pelo Thiago. Para mim, isso é a estrela da Coleção, em todas as suas partes”, ele assinala.

 

Do acervo, o curador e também artista plástico destaca representantes do Modernismo brasileiro dos anos 1950. “Esta mostra tem uma obra de Tomás Santa Rosa, um nome raríssimo de se ver seja onde for. Tem Fayga Ostrower, Athos Bulcão, Iberê Camargo, Darel Lins. São verdadeiras pérolas”, aponta.

Óscar ainda destaca a presença numerosa de artistas do Amazonas no acervo da atual mostra, fazendo dela a mais Amazônica da Coleção Thiago de Mello. “Tenho muita admiração pela obra do Paulo Olivença, e aqui estão três telas dele”.

 

Integram a exposição ainda documentos de interesse artístico e histórico, entre eles uma carta escrita a Thiago de Mello pelo também poeta Carlos Drummond de Andrade. Outro são os planos de construção da casa de Thiago em Barreirinha, assinados pelo arquiteto Lúcio Costa, conhecido internacionalmente como idealizador do Plano Piloto de Brasília, nos anos 1950.

 

Arte para o público
Para os visitantes que estiveram na abertura, a exposição efetivamente causou impacto. “Achei a exposição fantástica, com brilhantismo e cada detalhe muito pensado. Estou feliz de estar aqui”, declarou a artista plástica e arte-educadora Rejane Melo, que se disse especialmente encantada pela obra de Moacir Andrade, que retrata um ramalhete de flores: “Eu me apaixonei por aquela pintura”.

Rejane tem um ateliê de arte para crianças, e regularmente visita os museus da cidade com seus jovens alunos. “É importante que elas conheçam os nossos artistas, as grandes estrelas que temos no Estado”, enfatiza ela, salientando o valor do acesso à arte entre o grande público. “A arte é para todos. Temos que valorizar os artistas que temos, tanto os que estão no mercado quanto aqueles que virão”.

 

Serviço: Exposição “Décadas de Amizades e Cores – Notícias da Coleção Thiago de Mello”
Data/hora: Visitação até o dia 30 de abril, de segunda a sábado, das 13h às 17h, e aos domingos, das 11h às 15h
Local: Centro Cultural Palácio da Justiça, avenida Eduardo Ribeiro, 833, Centro
Entrada: Gratuita

 

Fonte: Portal da Cultura do Am

Please reload

Posts Relacionados
Leia também...
Please reload

Please reload

© 2019 por Rede Mundo

  • Twitter App Icon
  • Facebook App Icon
  • Google+ App Icon