Especialistas em pesca e manuseio de peixes se reunirão no Inpa em workshop internacional

7-May-2017

 

O evento visa proporcionar aos técnicos que trabalham na área da pesca uma metodologia, um guia e uma ferramenta a ser aplicada na prática para avaliar as perdas pós-captura do pescado e contribuir para o seu declínio.

 

 A partir das 9h desta segunda-feira (8), especialistas em pesca e manuseio de peixes da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO, na sigla em inglês) de Roma, da Infopesca (Uruguai), do Peru e da Colômbia, além de técnicos, professores e pesquisadores locais estarão reunidos no Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTIC), em Manaus (AM).

 

O “Workshop Regional para a Capacitação de Formadores na avaliação das perdas de peixes capturados com redes de malhadeiras e arrasto na pesca artesanal na bacia amazônica” acontecerá na Sala de Aula da Biblioteca do Inpa, no Campus I (com entrada pela rua Otávio Cabral, s/nº), até sexta-feira (12), em período integral.

 

Visa proporcionar aos técnicos que trabalham na área da pesca uma metodologia, um guia e uma ferramenta a ser aplicada na prática para avaliar as perdas pós-captura do pescado e contribuir para o seu declínio. O diretor do Inpa, o pesquisador Luiz Renato de França, especialista em biologia celular e em fisiologia da reprodução, fará a palestra de abertura.

 

Um dos coordenadores do evento, o pesquisador do Inpa Rogério de Jesus será um dos palestrantes do workshop e falará sobre as perdas do pescado pós-captura no Amazonas. Para ele, a importância do evento para a região se dá na medida em que as perdas e o desperdício de pescado mundialmente e regionalmente podem chegar a 30% da produção total capturada. “Assim a metodologia da FAO propõe uma intervenção na atividade pesqueira para diminuir essas perdas”, explica o pesquisador.

 

O evento é direcionado aos especialistas da Secretaria Estadual de Produção Rural (Sepror), Secretaria Executiva de Pesca e Aquicultura (Sepa/Sepror), Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idaam), Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam), além de professores e pesquisadores da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Instituto Federal do Amazonas (Ifam), Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e do próprio Inpa.   

 

Fonte: Ascom InpaFoto: Acervo Elisabeth Gusmão

Please reload

Posts Relacionados
Leia também...
Please reload

Please reload

© 2019 por Rede Mundo

  • Twitter App Icon
  • Facebook App Icon
  • Google+ App Icon