Mais emprego e renda: Bancada do PT defende ações para a retomada do crescimento econômico

8-Mar-2016

A Bancada do PT na Câmara reuniu-se na manhã desta terça-feira (8) com o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, para discutir iniciativas no âmbito do Congresso Nacional que possibilitem, no curto prazo, a retomada do crescimento e desenvolvimento econômico, com geração de emprego e renda.

 

Segundo o líder Afonso Florence (PT-BA), “há muita proximidade entre as posições da bancada e as do governo”, no sentido de se garantir condições para impulsionar a retomada do crescimento do País, num momento em que a economia mundial volta a patinar.

 

Segundo Florence, o desafio é assegurar meios que permitam mais recursos para a saúde e ações de grande impacto econômico e social, abrangendo áreas como a agricultura familiar, o Minha Casa, Minha Vida e obras de infraestrutura que beneficiem toda a população, com a conclusão ou início de obras de pequeno porte em cada município brasileiro. Para ele, há espaço fiscal para essas ações, mesmo com o objetivo de assegurar a estabilização econômica.

 

De acordo com Florence, é possível aliar espaço fiscal ao rigor fiscal necessário na crise. Lembrou que, em 2015, a decisão do governo de cortar gastos veio acompanhada de uma queda nas receitas. "Solução fiscal não é só corte de gasto, é também retomada da arrecadação e isso depende da atividade econômica, e precisamos voltar a investir, crescer, criar empregos", frisou.

 

O líder defendeu proposta do governo de enviar ao Congresso um Projeto de Lei (PLN) para redução da meta fiscal, estimada pelo Executivo em R$ 84,2 bilhões. É com esse espaço que serão asseguradas as iniciativas para a retomada do crescimento econômico, argumentou o líder do PT. A proposta que o governo deve enviar possibilita, em 2016, um déficit Fiscal de R$ 60,2 bilhões.

 

Sobre a recriação da CPMF, o líder do PT foi enfático em defendê-la e rebateu a cantilena da oposição de que o imposto alcança a todos. "Esse não é um imposto para todos, é um imposto para ricos e preserva os assalariados", afirmou o líder.

 

Fonte: PT na Câmara/ Foto: Gustavo Raniere/Ministério da Fazenda

Please reload

Leia também...
Please reload

Posts Relacionados

© 2020 por Rede Mundo

  • Twitter App Icon
  • Facebook App Icon
  • Google+ App Icon