Mica traz oportunidades para economia criativa brasileira

28-Jul-2015

 

Empreendedores culturais brasileiros da área de economia criativa terão uma grande oportunidade para adquirir conhecimento, buscar parcerias, prospectar e fechar negócios, ampliar contatos e repertório, divulgar seus trabalhos e se aproximar dos colegas de nações vizinhas. De 3 a 6 de setembro, será realizado em Buenos Aires o Mercado de Indústrias Culturais da Argentina (Mica), que reunirá cerca de 1,5 mil pessoas, entre empreendedores, produtores culturais, artistas, compradores, gestores, curadores e representantes de instituições públicas e privadas de diversos países. O ministro da Cultura, Juca Ferreira, e o secretário de Políticas Culturais do Ministério da Cultura (MinC), Guilherme Varella, estarão na abertura.  

 

O Mica reúne, no mesmo espaço, representantes dos setores de Artes Cênicas, Audiovisual, Desenho, Editorial, Música e Videogames. Vários compradores internacionais foram convidados. Esse rico e diverso ambiente tem como finalidade gerar negócios, promover o intercâmbio de informações e servir de vitrine para a produção cultural. Na programação do evento estão previstos rodadas de negócios, conferências e espetáculos, além de estandes. As inscrições podem ser feitas até o dia 16 de agosto. 

 

"Este é um evento que reforça nosso projeto de internacionalização econômica e simbólica da cultura brasileira. A ideia é promovermos pequenos e médios empreendedores na abertura e consolidação de novos mercados e reafirmarmos politicamente os espaços de diálogo sobre os setores culturais e criativos", destaca o coordenador-geral de Promoção e Difusão da Secretaria de Políticas Culturais (SPC) do MinC, Renato Flit.

 

Além do papel de estímulo aos envolvidos na cadeia de economia criativa, o Mica se propõe a ser um ponto de referência institucional para fortalecer as indústrias culturais da América do Sul. Vale lembrar que o evento é um dos precursores do Mercado de Indústrias Culturais do Sul (Micsur), que tem como proposta promover ações de incentivo aos segmentos criativos em todo o continente americano. 

 

A primeira edição do projeto Micsur ocorreu em 2014, em Mar Del Plata, na Argentina. Em 2016, será realizada a segunda edição, em Bogotá, na Colômbia. Trata-se do maior evento do gênero, que envolve hoje todos os países da América do Sul. O Brasil será sede do MicSul 2018 e atua para promover no país, em 2017, o Mercado das Indústrias Culturais no Brasil (MicBR). 

 

Dentro da programação do Mica, haverá reunião preparatória para o Micsur 2016 e para o Seminário Anual da Sistema de Informação Cultural do Mercosul (Sicsur), com debate sobre a importância da mensuração das indústrias culturais e o ambiente de apoio a elas nos países latino-americanos. Também será realizado um Fórum sobre cultura digital.

 

Fonte: MinC

Please reload

Leia também...
Please reload

Posts Relacionados

© 2020 por Rede Mundo

  • Twitter App Icon
  • Facebook App Icon
  • Google+ App Icon