top of page
Buscar

Segurança nos rios volta a ser pauta na Aleam

Segurança nos rios volta a ser pauta na Assembleia após ataque ao empurrador fluvial que transportava combustível


O verdadeiro clima de “terrorismo” nos rios da Amazônia voltou a ser pauta nos discursos na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), nesta quarta-feira (13), após o ataque de “piratas” a um empurrador fluvial que transportava oito milhões de litros de combustível rumo a Porto Velho, na região do Rio Madeira, ocorrido na madrugada da última segunda-feira (11).


Apelando à Marinha do Brasil e ao Comando Naval, foi pedido às autoridades estaduais combate à pirataria para trazer tranquilidade à população que vive à beira dos rios e aos trabalhadores que precisam navegar todos os dias pela região.


Além da preocupação com a insegurança nos rios, também foram tratados a valorização dos servidores estaduais, a baixa do preço dos combustíveis nas bombas e os avanços na valorização dos policiais e bombeiros militares.


Pedindo isonomia no tratamento dispensado às secretarias de estado, também foi solicitada revisão do Plano de Cargos das demais secretarias a exemplo da Mensagem Governamental enviada à Assembleia, alterando o plano de cargos da Secretaria de Estado de Fazenda do Amazonas (Sefaz-AM).


Para acompanhar a redução do preço do litro dos combustíveis, esperada com a diminuição da alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), a Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia (CDC/Aleam), anunciou fiscalização nos postos de combustíveis da capital e do interior para averiguar se o consumidor final já está sendo beneficiado com a mudança.


Em uma breve retrospectiva, ainda durante a Sessão, foram destacados os avanços da lei de carreiras que proporciona promoção de turmas inteiras, graças à sensibilização da Assembleia que também aprovou conquistas, como a lei de cursos e o pagamento do serviço extra gratificado.


Fonte: Aleam

Comentários


bottom of page