Buscar

Mais de 8 mil computadores serão entregues à Seduc e à Seap por meio de projeto idealizado pelo TJAM

Os computadores terão a nova versão da plataforma Aprimora, da Positivo Tecnologia, para ensino de Língua Portuguesa e Matemática em modo off-line. O Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento iTriad fez a evolução das soluções educacionais.

Previous

Foto (Crédito: Naoki Silva Yamashita))

Oito mil e quinhentos computadores serão entregues nesta quinta-feira (13/8) às Secretarias de Educação e de Administração Penitenciária do Estado, Seduc e Seap respectivamente, com a finalidade de contribuir para a melhoria das condições de desenvolvimento educacional e social dos alunos do 4.º ao 8.º ano da rede estadual de ensino e de detentos do sistema prisional, que terão disponível soluções educacionais próprias para regiões com baixa ou nenhuma conectividade, além de favorecer o ensino da Língua Portuguesa e da Matemática em modo off-line.

A entrega dos equipamentos faz parte do projeto Educação 4.0, idealizado pelo desembargador Wellington Araújo, à época vice-presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas, e pela juíza de Direito Lídia de Abreu Carvalho Frota, que atuava como juíza auxiliar da Vice-Presidência da Corte. A ideia inicial era de desenvolver um projeto que colaborasse para a ressocialização dos presos em cumprimento de pena, visando à reinserção social desse público através da educação. Conforme a juíza, o projeto foi ampliado para incluir também os estudantes da rede estadual de ensino. Dos 8,5 mil computadores, serão entregues 7,2 mil, do Positivo Classmate, e 31 armários de recarga e armazenamento, para as escolas indicadas pela Seduc.


Já para atividades de ensino no sistema penitenciário, serão oferecidos 1,3 mil equipamentos, também da Positivo. “Queremos ajudar a diminuir a desigualdade no acesso à educação que ainda existe por falta de conectividade e que, durante a pandemia, ficou ainda mais evidente. Nossa missão com este projeto é contribuir para a garantia do direito à equidade e à qualidade na educação”, continuou Regina Silva, diretora pedagógica da unidade de tecnologias educacionais da Positivo Tecnologia.


O presidente do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargador Domingos Jorge Chalub, ressaltou que o projeto, apresentado ainda na gestão anterior, trará um reflexo muito significativo na vida de estudantes e detentos. Para Chalub, a verdadeira transformação se dá por meio da educação e os resultados para aqueles que participarão das atividades virão através de melhores oportunidades profissionais.


“O projeto é financiado pelas obrigações de pesquisa e desenvolvimento da nossa empresa com direcionamento a 100% de profissionais e entidades do Amazonas”, explicou José Goutier Rodrigues, diretor de Pesquisa e Desenvolvimento e Relações Governamentais da Positivo Tecnologia. Ao final do projeto, será avaliado o impacto gerado pela utilização da tecnologia na aprendizagem.


Para implantar o “Educação 4.0”, foi desenvolvida uma versão off-line da plataforma Aprimora, criada pela unidade de tecnologias educacionais da Positivo Tecnologia para ampliar as habilidades em Língua Portuguesa e Matemática. A solução integra recursos tecnológicos a conteúdos curriculares, favorecendo o desenvolvimento de habilidades específicas dessas áreas, ao mesmo tempo em que respeita o ritmo de aprendizagem de cada estudante. “Nesse grande projeto, com apoio incondicional da Positivo Tecnologia, evoluímos a plataforma de ensino conhecida como Aprimora para atender alunos que possuem baixa ou nenhuma conectividade de internet. Entregamos uma poderosa ferramenta educacional digital para apoio ao ensino de Língua Portuguesa e Matemática.


O projeto deve ajudar alunos, promovendo inclusão digital, e contribuindo para o processo de aprendizagem, além de encurtar o distanciamento das ferramentas utilizadas entre as redes pública e privada de ensino”, comentou o diretor-presidente do iTriad, Sérgio Junqueira.


A cerimônia que marca o início desta fase do projeto Educação 4.0 será nesta quinta-feira, dia 13 de agosto, às 10h, no Centro de Mídias de Educação do Amazonas, em Manaus.


Seduc

A Seduc do Amazonas é a responsável pela definição, organização, logística e implantação das atividades nas escolas. No processo de seleção para participação no projeto Educação 4.0, a Secretaria de Educação considerou escolas localizadas em Manaus e no interior com o menor índice de desenvolvimento da educação básica (Ideb) e menor taxa de participação na última edição do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb). “Se conseguirmos igualar as condições de aprendizagem, pesquisa e desenvolvimento dos alunos, alcançaremos uma equidade e, com isso, uma educação mais abrangente e inclusiva. O benefício virá para eles e suas famílias, e ainda para o Estado, com a melhoria dos indicadores”, frisou o secretário de Educação, em exercício, Luís Fabian Barbosa.


Seap

A equipe pedagógica das unidades prisionais, sob orientação da Seap, terá a liberdade para elaborar o planejamento com a inclusão das atividades no seu plano de ensino conforme perfis dos detentos. “A ressocialização dos presos exerce grande importância para retorno à sociedade, motivo pelo qual esta parceria busca demonstrar a possibilidade de mudança de comportamento daquele que se encontra privado de sua liberdade e, neste caso em específico, através da educação, visando a formas de reduzir a taxa de reincidência e, consequentemente, à prevenção da criminalidade dentro e fora do cárcere”, afirmou o secretário de Administração Penitenciária do Amazonas, cel. PM Vinícius Almeida.


Parceiros

O Instituto iTriad também adaptou a solução Microsoft MakeCode ao projeto para possibilitar que estudantes criem, experimentem e coloquem em prática ideias por meio de programação computacional de maneira clara e simples. O instituto irá gerenciar o trabalho de análise de dados antes e depois do projeto para comparação e elaboração do relatório final.


A Positivo Tecnologia é uma empresa brasileira de hardware e software que fabrica e comercializa computadores, celulares, tablets, acessórios, servidores, soluções para casas e escritórios inteligentes, além de tecnologias educacionais. Faz parte do Grupo Positivo, conglomerado de empresas com atuação nos segmentos educacional, editorial e gráfico. Possui sede administrativa em Curitiba (PR), quatro fábricas no Brasil, além de presença na Argentina, Quênia, Ruanda, China e Taiwan.

Fonte: TJAM