Buscar

Líbano: explosão em Beirute amplia caos em um país já em grave crise


Não existem informações concretas sobre a causa da explosão, que foi sentida em toda a cidade expandida, que tem mais de 2,2 milhões de habitantes/ reprodução/tt/al jazeera

Da Rede Brasil Atual - Uma grande explosão foi registrada na tarde desta terça-feira (4) em Beirute, capital do Líbano. O Ministério da Saúde do país fala em um número incontável de vítimas. A agência Reuters, mas as informações ainda estão em fase de apuração.


Não existem informações concretas sobre a causa da explosão, que foi sentida em toda a cidade expandida, que tem mais de 2,2 milhões de habitantes em 67 quilômetros quadrados. O choque teve epicentro na região portuária da capital libanesa. Porém, relatos locais são de caos por toda a cidade.


A quilômetros da cena da explosão, varandas foram derrubadas, tetos desabaram e janelas se soltaram dos caixilhos. A agência de notícias estatal libanesa NNA e duas fontes de segurança disseram que as explosões ocorreram na área portuária, onde existem armazéns que abrigam explosivos. Dezenas de ambulâncias transportaram os feridos da área portuária, onde os feridos estavam no chão, disse uma equipe da Associated Press.


O governador de Beirute, Marwan Abboud, concedeu entrevista para um veículo local após a tragédia. Chorando, disse “não saber como será a reconstrução” da cidade. O político comparou a situação com as tragédias de Hiroshima e Nagasaki, cidades japonesas atacadas pelos Estados Unidos com bombas atômicas, em 1945, ao final da 2ª Guerra Mundial.


Contexto

O Líbano vive um contexto político altamente complexo. Existem tensões históricas com o Estado de Israel, especialmente da parte do grupo político Hezbollah. A autoridade israelense se manifestou rapidamente para dizer que não foi um ataque, já que há suspeitas de que o local da explosão seria um armazém de armas do Hezbollah.


As primeiras informações da rede de imprensa do Catar Al Jazeera afirmaram que o local seria uma fábrica de fogos. Entretanto, as dimensões da explosão dão conta de outra história. As autoridades do país se reuniram imediatamente após a explosão em um conselho de segurança.


As informações são de que toda Beirute está sem eletricidade, e a cidade está sitiada. Relatos locais dão conta de caos. O Líbano passa por uma crise econômica sem precedentes, com acelerado empobrecimento da população. Além disso, o país também é afetado pela pandemia de covid-19.


Atualmente, o país tem 33% de taxa de desemprego, inflação descontrolada, 80% de desvalorização da moeda (lira libanesa) em menos de um ano. Existe forte insatisfação social com a classe política, o que motivou uma série de protestos no ano passado.


Brasileiros

Uma fragata brasileira, a Independência, está em águas libanesas. Eles estavam relativamente próximos ao local da explosão. Entretanto, a Marinha Brasileira já afirmou que não há vítimas e nenhum dano na embarcação. Já sobre os brasileiros residentes em Beirute, não há informações de mortos e feridos.


Já a embaixada brasileira em Beirute foi severamente danificada. Não há feridos, mas o prédio está sem condições de uso e de habitação, de acordo com relatos.