Buscar

Com arrecadação de R$ 6 bi nada justifica atraso nos salários, diz Serafim


O Governo do Estado arrecadou R$ 6,3 bilhões entre os meses de janeiro e abril deste ano. O valor é R$ 513 milhões a mais do que o montante arrecadado no mesmo período do ano passado, o que representa um crescimento de 8,78% na arrecadação. Os dados foram apresentados pelo deputado Serafim Corrêa (PSB) na manhã desta quinta-feira (30), durante Sessão virtual da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

Para Serafim, não há desculpas para atraso no pagamento dos profissionais da Saúde, que estão há mais de quatro meses sem receber seus honorários. No ano passado, de 1º janeiro a 30 de abril, o governo do estado arrecadou R$ 5,8 bilhões.

“Não tem razão para não pagar os profissionais da Saúde. O governo tem que dar esse passo à frente. Ele não pode dizer que não tem dinheiro, quando arrecadou a mais do que no ano anterior R$ 513 milhões. Isso é mais do que meio bilhão, em quatro meses. O governo precisa também ver que ele não está tratando com pessoas desinformadas. Ele está tratando com pessoas que sabem abrir o computador e buscar os dados”, pontuou o líder do PSB na Casa Legislativa.

O deputado também mostrou preocupação com a saída de mais de 500 médicos de Manaus, segundo informações do Conselho Regional de Medicina do Amazonas (CMR-AM), por falta de pagamentos.

“Esse gesto não é em relação a nós, deputados. É em relação aos profissionais da Saúde. Sem profissional não vai funcionar nada. O Ministério da Saúde poderia mandar um número maior de respiradores, mas quando você não dispõe de profissionais e desses espaços para operar esses respiradores, fica complicado. Esse foi um grande erro e o Governo do Estado tem que reconhecer isso”, lamentou.

Pacto de Governança

Serafim ainda reiterou a necessidade de um Pacto de Governança entre os poderes, no Amazonas, para encontrar soluções para o combate à pandemia causada pela Covid-19. “É hora dos presidentes da Assembleia Legislativa, Tribunal de Justiça, Ministério Público, Tribunal de Contas do Estado do Amazonas, além do prefeito de Manaus e do governador do Amazonas se unirem e dialogarem para encontramos um entendimento. Entendo que é hora de desarmar os espíritos”, sugeriu Serafim.

O parlamentar ainda lembrou que nesta quarta-feira (29), o secretário-executivo de Saúde, general militar Eduardo Pazzuelo, anunciou que nessa sexta-feira (1), chegará um avião com Tamiflu, EPIs, respiradores, inclusive com equipes médicas, ao Amazonas.

Fonte: Aleam

#Aleam