Buscar

Estrela massiva explode e deixa para trás remanescente de supernova


Raio-X e imagem óptica de LMC N63A

Depois que uma estrela massiva explodiu, deixou para trás esse remanescente de supernova observado pelo Chandra X-ray Observatory e pelo Telescópio Espacial Hubble. Os dados do Chandra (vermelho, verde e azul) mostram gás multimilionário e a onda de explosão da supernova. A região marrom clara no canto superior direito do remanescente é uma densa nuvem de gás e poeira que reflete a luz óptica detectada pelo Hubble.

Esta imagem faz parte de uma coleção de imagens arquivadas feitas pela “artista de astronomia” Judy Schmidt, para ajudar a reconhecer #ArchivesMonth. Todos os objetos nesta nova coleção de arquivos estão localizados na Large Magellanic Cloud, ou LMC, que é uma pequena galáxia satélite da Via Láctea.

Este ano, o Observatório de Raios-X Chandra da NASA comemora seu 20º ano no espaço, explorando o universo extremo.

Crédito de imagem: Imagem aprimorada de Judy Schmidt (CC BY-NC-SA) com base em imagens fornecidas por cortesia da NASA / CXC / SAO e NASA / STScI.

Fonte: Fotos Públicas

#supernova