Buscar

Amazonas apresenta proposta de matriz econômica à União Europeia


Foto (Crédito: Seplancti)

Negócios a partir da biodiversidade, mineração e turismo, além das vantagens da Zona Franca de Manaus, foram algumas das alternativas da matriz econômica do Amazonas apresentada pelo secretário de estado de Planejamento, Jório Veiga, na abertura, hoje, do Seminário: oportunidades de negócios, parcerias e investimentos entre Amazonas e União Europeia, promovido, nesta quinta-feira, pela Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam).

Jório Veiga disse que é intenção do Governo é estreitar cada vez mais o intercâmbio com a União Europeia, na qual já foram debatidos projetos de cooperação, em encontro anterior com a representante da instituição no Brasil, Domenica Bumma, destacou o secretário.

Diversificar a economia e fortalecer o Polo Industrial de Manaus são a linha mestra da política econômica delineada pelo novo governo do Estado, disse Veiga. O alinhamento de projetos que está sendo realizado pela Seplancti contempla frentes de negócios no setor primário, com foco no aproveitamento dos vastos recursos da biodiversidade local, no qual destacam-se negócios no setor de cosméticos, piscicultura e agroindústria, detalhou o secretário.

Essas alternativas estão sendo trabalhadas em consonância com a tarefa de fortalecer cada vez mais o polo industrial local. A proposta de simplificação do Processo Produtivo Básico (PPB), o que pode tornar mais ágil a instalação de novos empreendimentos incentivados no Amazonas, e que vem sendo conduzida pela Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), está avançando, disse Veiga

O SEMINÁRIO

Realizado em parceria com a Confederação Nacional da Indústria (CNI, o seminário faz parte do Programa de Imersão na Indústria para Diplomatas. A programação encerra-se amanhã, sexta-feira, visita da comitiva a empresa Technicolor Brasil Mídias e Entretenimento.

Fonte: Seplantic

#Amazonas