Buscar

Aroeira plantada por Lula é símbolo da resistência da bancada petista empossada hoje


Deputados regam a aroeira plantada por Lula em 2008 Foto - (Crédito:  Lula Marques)

A Bancada do Partido dos Trabalhadores na Câmara deu início aos trabalhos legislativos, nesta sexta-feira (1), com um ato no Bosque dos Constituintes, local onde o ex-presidente Lula plantou uma muda de aroeira, em 2008, em comemoração aos 20 anos da Constituição. Parlamentares da bancada participaram do evento e destacam a importância de lembrar do gesto do ex-presidente Lula, neste momento conturbado que vive o país, desde a eleição de Jair Bolsonaro.

“A democracia brasileira hoje está enfraquecida. Nós temos uma democracia de fachada porque retiraram o principal líder do Brasil das eleições e o prenderam para impedi-lo de ganhar as eleições. Portanto, ao fazer essa simbologia, estamos lembrando desse aspecto do enfraquecimento da democracia brasileira da necessidade de o Lula ficar livre e da reação do povo brasileiro a esse estado de exceção”, analisou o deputado Paulo Teixeira (PT-SP).

Para o deputado Paulão (PT-AL), a bancada escolheu um lugar simbólico para dizer ao Brasil que a luta pela garantia dos direitos do trabalhador e por Lula livre continua.

“A aroeira representa resistência. Trata-se de uma árvore que nem cupim consegue destruir. É forte, e o Lula com sua sensibilidade plantou essa semente da vida. Assim como a aroeira, Lula é um símbolo, uma emulação para gente. Então, eu acho que tem um link: Lula preso que é resistência, e essa árvore que é um símbolo para que a bancada resista para que o País não tenha retrocesso na nossa pauta, principalmente a social”, disse Paulão.

Já o deputado João Daniel (PT-SE) afirmou que no bosque, onde se vê a natureza forte e firme, também se vê a mão do presidente Lula refletida no pé de aroeira. “Lula foi o constituinte mais votado do Brasil, foi o maior presidente da história do Brasil e hoje é um preso político. Em um momento de muita força e energia, com a bancada para que resista e enfrente esse momento histórico da conjuntura na defesa de Lula livre, da soberania e dos direitos do povo brasileiro”, observou.

Natureza e a ganância do capital

Ao se pronunciar, o deputado Carlos Veras (PT-PE) que assume pela primeira vez o mandato de deputado federal, disse que por ser um agricultor familiar e defensor do bioma da caatinga, da Amazônia, conhece bem o significado de se plantar uma árvore. Para ele, esse gesto feito pelo presidente Lula é muito importante porque, segundo ele, “a natureza hoje está resistindo para sobreviver à ganancia do capital”.

“O que Lula fez aqui foi dizer para o homem que a gente precisa preservar a natureza, a nossa biodiversidade e que do jeito que a natureza, que a caatinga tem resistido, nós vamos resistir a todo esse ataque, ao fascismo, ao retrocesso. Vamos evitar que os trabalhadores possam ser penalizados por esse desastroso governo que não tem como prioridade as necessidades dos trabalhadores. Nós vamos resistir, lutar e enfrentar com muita força todo o retrocesso”, anunciou Carlos Veras.

Para o deputado Zé Neto (PT-BA) a bancada vai precisar de muita força e coerência para tocar os destinos do País. “Infelizmente estamos assistindo um País desgovernado, um governo que bate cabeça dia e noite. Nossa bancada está coesa para enfrentar os desafios”, avaliou.

Fonte: PT na Câmara - por Benildes Rodrigues

#LulaPresoPolítico