Buscar

Contribuições para diálogo sobre clima


Foto - Crédito: Paulo de Araújo/MMA

Setores da sociedade poderão encaminhar suas contribuições para o Ministério do Meio Ambiente por e-mail.

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) receberá contribuições de todos os setores brasileiros que desejarem contribuir com o processo nacional do Diálogo Talanoa, debate estabelecido no âmbito da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC) para fortalecer o enfrentamento ao aquecimento global. As contribuições dos setores da sociedade engajados no processo poderão ser enviadas para o e-mail talanoabrasil@mma.gov.br.

As contribuições recebidas pelo MMA subsidiarão a participação do Brasil na esfera internacional do Diálogo Talanoa, que ocorrerá na 24ª Conferência das Partes (COP 24) da UNFCCC, marcada para ocorrer em dezembro deste ano, em Katowice, na Polônia.

A largada para a edição brasileira do Diálogo Talanoa foi dada em 2 de agosto, no Jardim Botânico do Rio de Janeiro, em evento coordenado pelos ministérios do Meio Ambiente (MMA) e das Relações Exteriores (MRE), com apoio do Banco Mundial. O Diálogo contou com a participação de mais de 30 representantes das diferentes esferas de governo, do setor privado, de governos subnacionais, da academia, da sociedade civil e de comunidades de assentamentos rurais.

Os participantes foram selecionados a partir da identificação de experiências exitosas que contribuam para formação de consenso e construção de confiança para a implementação dos objetivos da UNFCCC e da Contribuição Nacionalmente Determinada (NDC, na sigla em inglês) do Brasil ao Acordo de Paris, um pacto mundial para conter o aquecimento do Planeta.

O secretário de Mudança do Clima e Florestas do MMA, Thiago Mendes, destacou resultado desse primeiro passo do processo nacional. “O interesse da sociedade civil em participar do Diálogo demonstra o alto grau de engajamento e de relevância atribuída ao tema de mudança do clima no Brasil”, afirmou. Thiago ressaltou, ainda, a importância de que os diferentes segmentos da sociedade realizem o Diálogo em formato semelhante e apresentem os resultados ao MMA.

RODADA REGIONAL

Os resultados alcançados pelo Brasil foram apresentados na rodada regional do Diálogo Talanoa com países da América Latina e Caribe, realizada na última quinta-feira (23/08) em Montevidéu, no Uruguai, ao longo da Semana Latino-americana e Caribenha sobre Mudança do Clima.

O evento teve a participação de representantes de governos, setor privado e sociedade civil dos 33 países da região. Na reunião, o secretário Thiago Mendes destacou as experiências brasileiras que contribuem para o esforço global de redução de emissões de gases de efeito estufa.

SAIBA MAIS

Com a adoção do Acordo de Paris, em 2015, foi prevista, também, a realização de um diálogo facilitativo em 2018. No ano passado, o governo de Fiji, que presidiu a COP 23, introduziu o conceito do Talanoa. Essa palavra é nativa da região do Pacífico e se traduz como um diálogo inclusivo, participativo e transparente, cujo propósito é a troca de experiências, a construção de confiança e a tomada de decisões sábias para o bem da coletividade.

O Diálogo Talanoa Brasil busca preservar a identidade original relativa ao formato do evento, inaugurando uma nova maneira de conduzir diálogos, de forma mais participativa, informal, multidirecional, em que cada participante apresenta ao coletivo uma narrativa sobre uma experiência exitosa executada em sua organização.

Fonte: MMA/Foto - Crédito: Paulo de Araújo/MMA

#Clima