Buscar

Marcha Nacional por Lula Livre é lançada pelo MST em São Paulo


Movimento terá três colunas de marchadores seguindo rumo à Brasília para participar do grande ato pelo registro da candidatura de Lula a presidente

O Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) lançou oficialmente nesta sexta-feira (3) a Marcha Nacional do Lula Livre. A festa aconteceu no Armazém do Campo, em São Paulo e teve também a participação de lideranças do Levante Popular da Juventude Movimento dos Pequenos Agricultores, PCdoB.

Os militantes vão se caminhar cerca de cinquenta quilômetros em cinco dias. No dia dez de agosto, as fileiras saem de três cidades — Formosa (GO), Luziânia (GO) e Engenho das Lages (DF) em direção à capital federal. Chegam no dia 15 de agosto, data do registro da candidatura de Lula pelo TSE com grande ato popular.

A tática não é nova, o MST marchou em 1997, 1999 e 2005. O coordenador Márcio Santos explica as razões do movimento para a retomada desse tipo de ação de resistência: “Nessa conjuntura difícil, nossa marcha assume um caráter de denúncia e rebeldia. É muito importante o MST se colocar em marcha novamente pela classe trabalhadora”

Também compareceu o deputado federal Nilto Tatto, representando o PT. Ele fez um paralelo entre as injustiças contra o povo do campo com as que Lula hoje enfrenta. “Talvez ele seja a expressão maior de um processo de criminalização dos movimentos sociais e das lideranças do povo. No ano passamos, batemos recorde de assassinatos no campo, quilombolas, índios, sem-terras e ambientalistas”.

E reafirmou a importância da marcha como simbolo de resistência e vontade popular. “O povo sabe que tinha na mão um projeto que estava em andamento e foi interrompido e precisa ser retomado. E que a esperança desse povo tá presa lá em Curitiba.”

O evento também contou com atos em solidariedade e apoio ao seis companheiros em greve de fome desde o dia 31 de julho.

Fonte: Agência PT de Notícias

#MarchaNacionalporLulaLivre #LulaLivre #MST