Buscar

Sinésio Campos cobra construção de portos e aeródromos em municípios carentes


A ausência de portos e aeródromos na maioria dos municípios do Amazonas foi o tema abordado pelo deputado estadual Sinésio Campos (PT) em seu pronunciamento da tribuna da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), na manhã desta terça-feira (24).

“As pistas de pouso dos aeródromos e os portos para atracação de embarcações são de fundamental importância para os municípios de difícil acesso tanto para o transporte de passageiros, como de mercadorias e materiais”, assinalou o deputado Sinésio Campos.

Para Sinésio Campos nos locais onde esses serviços não existem se faz necessária a construção com a máxima urgência, além da recuperação das pistas de pouso em locais que apresentam buracos devido à falta de manutenção, ao longo dos anos, assim como recapeamento asfáltico. A mesma atenção observou, se deve em relação aos portos.

Sinésio disse que vai viajar para o interior para reunir nas Câmaras Municipais e discutir, além dessas questões, outros assuntos relevantes como segurança dos rios (hoje infestadas por piratas e traficantes), além das áreas de fronteiras. “Estive no condado peruano de Islândia e neste local tive grande dificuldade de deslocamento devido à ação de traficantes podendo somente viajar pela parte do dia e graças à ação do Exército brasileiro em atuação nas áreas de fronteira”, revelou Sinésio.

Outra questão abordada pelo parlamentar diz respeito aos lixões a céu aberto nos municípios. “A situação é de extrema preocupação, pois esses lixões, em sua maioria, proliferam próximos a pistas de pousos pondo em risco pousos e decolagens, além de contaminar lençóis freáticos quando próximos a riachos. Um grupo de trabalho está sendo instalado na Aleam junto com Ipaam e outros órgãos para verificar caso a caso”, revelou.

Segundo Sinésio, Manaus possui um aterro sanitário “controlado” que já poluiu a Cachoeira Grande, a Ponte da Bolívia e outros balneários que eram cartões postais de nossa cidade. “Hoje é lei, pois aprovamos uma Emenda Constitucional de minha autoria para que o Orçamento do Estado crie um fundo voltado para o saneamento básico tendo em vista vivermos em um Estado com grande abundância de água”, finalizou.

Fonte: Aleam

#SinésioCampos