Buscar

Escola de samba denuncia golpe contra Dilma e as consequências para o povo


Narradores da Rede Globo não revelam os principais detalhes do desfile da Paraíso do Tuiuti, que mostrou as consequências da deposição de Dilma Rousseff

Representante do grupo especial das Escolas de Samba do Rio de Janeiro, a Paraíso do Tuiuti levou para o Sambódromo carioca, na noite dessa segunda-feira (11), as consequências do golpe contra a presidenta Dilma Rousseff, em 2016.

A Tuiuti foi para a avenida com o samba-enredo “Meu Deus, meu Deus, está extinta a escravidão?”. Alas e alegorias da escola de samba criticaram temas como a reforma trabalhista e os “Manifestoches” — clara referência aos “paneleiros” vestidos de verde e amarelo que foram às ruas pedir o impeachment da presidenta Dilma Rousseff. A forte crítica social do desfile também abriu espaço para elogiar os “Guerreiros da CLT”.

Mas talvez o grande destaque tenha sido o “vampirão” Michel Temer levado em um dos carros alegóricos, representando o projeto sangue-suga neoliberal que assumiu o Brasil com a deposição de Dilma.

Michel Temer reproduzido como “vampirão”, representando o projeto neoliberal sangue-suga que tomou conta do País após a deposição da presidenta Dilma. Foto: Divulgação

Nas redes sociais, o líder do PT no Senado, Lindbergh Farias (RJ), destacou o desfile da escola carioca. “A Paraíso do Tuiuti fez um desfile antológico nesta primeira noite do Grupo Especial: denunciando as modernas formas de escravidão, a escola apresentou Temer de vampiro, o pato da Fiesp e a destruição dos direitos trabalhistas. O povo nas arquibancadas respondeu com gritos de ‘Lula!’. Uma noite histórica!”, exclamou o petista.

A senadora e presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann (PR), também foi as redes elogiar o “histórico” desfile. “Fantasias ironizando os desmontes causados pelo atual governo — como a Reforma Trabalhista visivelmente pesando no dia a dia do povo após sua aprovação — e outros figurinos como “fantoches em defesa do golpe” foram um dos assuntos mais comentados nas redes nesta madrugada. Nota 10!”

O grupo especial das Escolas de Samba do Rio de Janeiro é o mais tradicional desfile do gênero no mundo. A transmissão na TV foi de responsabilidade da Rede Globo, mas os comentaristas da emissora evitaram contextualizar as alas da Paraíso do Tuíuti. Mas nem precisava: as imagens mostravam por si só as mazelas decorrentes do golpe de Estado impetrado no Brasil há menos de dois anos.

Fonte: PT no Senado

#Foratemer