Buscar

Em visita à Coreia do Norte, chefe político da ONU abre diálogo com governo


O subsecretário-geral da ONU para Assuntos Políticos, Jeffrey Feltman, durante coletiva com a imprensa. Foto: ONU/Rick Bajornas

Durante uma rodada de diálogos realizados na semana passada, o chefe político das Nações Unidas e funcionários de alto escalão da Coreia do Norte concordaram que a Península da Coreia “enfrenta a situação mais tensa e perigosa no mundo para a paz e segurança”.

De acordo com um comunicado da ONU, o subsecretário-geral da organização para Assuntos Políticos, Jeffrey Feltman, visitou o país da Ásia Oriental de 5 a 8 de dezembro e trocou opiniões sobre a Península Coreana com o ministro dos Negócios Estrangeiros, Ri Yong Ho, e seu vice-ministro, Pak Myong Guk.

Durante a visita, Feltman observou a necessidade urgente de evitar erros de cálculo e abrir canais para reduzir os riscos de conflito, sublinhando que a comunidade internacional está comprometida com a solução pacífica da situação na Península Coreana.

Feltman também enfatizou a necessidade de implementar integralmente todas as resoluções relevantes do Conselho de Segurança e destacou que só pode haver uma solução diplomática para a situação, por meio de um processo de diálogo sincero.

Ele também se encontrou com a equipe das Nações Unidas no país e com membros do corpo diplomático, visitando locais onde ocorrem projetos das Nações Unidas – incluindo uma fábrica de alimentos para crianças, um instituto de prevenção da tuberculose, um instituto de tumores de mama e um hospital pediátrico.

Durante as visitas ao local, ele conheceu o trabalho humanitário das Nações Unidas na Coreia do Norte, bem como os desafios locais, como a falta de financiamento.

Fonte: ONU/Foto: ONU/Rick Bajornas

#ONU