Buscar

Magistrados dos Juizados Especiais, Cíveis e Criminais discutem estratégias para a Semana Nacional d


Encontro teve a participação dos titulares dos Juizados Especiais da Capital e Interior.

A desembargadora Nélia Caminha Jorge, coordenadora geral dos Juizados Especiais, Cíveis e Criminais, do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), comandou na manhã dessa sexta-feira (7) a reunião do Fórum Permanente do Amazonas de Juizados Especiais (FOAMJ). A reunião foi a sexta deste ano e aconteceu no auditório do Fórum Mário Verçosa, bairro Aparecida.

A reunião é realizada uma vez ao mês e, nessa sexta-feira, foram debatidos assuntos relacionados à Semana Nacional de Conciliação, que acontece no final de novembro; informações prestadas mensalmente à corregedoria Nacional de Justiça; alvará judicial e critério de antiguidade na escolha de membros da turma recursal.

A reunião contou com a participação dos titulares dos Juizados Especiais da Capital e Interior. Sobre a Semana Nacional de Conciliação, ficou decidido o envio de processos para o Centro Judiciário de Soluções de Conflitos (Cejusc), para negociação.

“A reunião serviu para definir algumas situações. Uma ideia que partiu dos magistrados é implantar nos juizados o que já é feito na Justiça Comum e nas Varas de Família. Primeiro passar pelo núcleo de conciliação e, se não houver acordo, ai sim, encaminhar ao Juizado”, explicou a coordenadora, desembargadora Nélia Caminha Jorge.

O objetivo é conciliar com as grandes empresas, principalmente, as operadoras de telefonia, concessionárias de água e energia, além de uma grande empresa do Polo Industrial de Manaus, que pediu para incluir na pauta 400 ações para tentar acordos com clientes.

A próxima reunião ficou agendada para o dia 11 de novembro, dias antes do encontro do Fórum Nacional de Juízes Estaduais (Fonaje), que acontece de 16 a 18 de novembro, em Brasília.

Fonte: TJAM - por Carlos de Souza/Foto: Dora Paula

#jus