Buscar

Medalhas comemorativas dos Jogos Rio 2016 são lançadas


As medalhas comemorativas dos jogos olímpicos e paralímpicos foram apresentadas na quinta-feira (9) pelo Comitê Rio 2016 e pela Casa da Moeda (CMB) no Rio de Janeiro. Com visual diferente das que serão entregues aos atletas, as réplicas estão disponíveis nas opções ouro, prata, bronze e bronze dourado, com preços que variam entre R$ 70 e R$ 9.560.

Há medalhas com imagens de pontos turísticos do Rio, outras relacionadas à história dos jogos, e há ainda ilustrações da tocha e dos três mascotes: Vinícius, dos Jogos Olímpicos, Tom, dos Paralímpicos, e Ginga, do Time Brasil.

"Com essa iniciativa, qualquer cidadão brasileiro e nossos queridos visitantes estrangeiros que vierem assistir aos Jogos Olímpicos e Paralímpicos têm a possibilidade de adquirir uma recordação desse momento”, afirmou a presidente interina da Casa da Moeda, Lara Caracciolo Amorelli.

Modelos exclusivos

A medalha batizada de "Tocha Olímpica, Elo entre o Antigo e Moderno" promete ser uma das mais disputadas pelos aficionados, com tiragem de apenas 50 exemplares. A peça dourada pesa 17,7 gramas, conta com desenhos que remetem à Grécia Antiga e será vendida por R$ 9.560.

Batizada de "Jogos Olímpicos na Era Moderna", a versão prateada do souvenir exibe o Pão de Açúcar e atletas no pódio. As duas mil unidades produzidas serão vendidas a R$ 280 cada uma.

Já as medalhas de bronze dourado de Tom, Vinícius e Ginga custam R$ 188 cada uma. Elas trazem imagens do Sambódromo, do Cristo Redentor e da onça-pintada que representa o Time Brasil, respectivamente. Todas têm tiragem de 2.500 unidades e pesam 24 gramas.

Com o mesmo peso, as redondinhas de bronze dos três mascotes são vendidas por R$ 70 e têm tiragem de 5.500 unidades cada uma.

Tanto nas medalhas comemorativas como nas de competição, a Casa da Moeda (CMB) adotou uma postura sustentável, usando ouro de minas que não trabalham com mercúrio e com sobras de metais usados em sua fábrica, localizada em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio. "Essa conduta é um legado dos Jogos para nós", afirmou Lara.

Da concepção do design à produção das medalhas comemorativas, o projeto exigiu quatro meses de trabalho dos profissionais da CMB. A fase final das tiragens foi relativamente curta e tomou apenas dois dias.

Veja a lista dos pontos de venda:

-- MegaStore Copacabana

-- MegaStore Parque Olímpico

-- Prédio da CMB

-- Nave Olímpica do Engenhão

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério do Esporte - foto: Rio 2016/Saulo Pereira Guimarães

#Rio2016