Buscar

'Heróis da Democracia' visitam Dilma e preveem derrota do impeachment com mais de 200 votos


A presidenta Dilma Rousseff recebeu, nesta quinta-feira (14), no Palácio da Alvorada, os deputados que votaram contra o parecer da comissão do impeachment na Câmara dos Deputados, a quem chamou de Heróis da Democracia após a votação na comissão do impeachment na segunda-feira.

Na chegada para o encontro, o deputado Sílvio Costa (PTdoB) afirmou que 203 deputados votarão contra o impeachment no próximo domingo em plenário. De acordo com ele, o governo trabalha com uma margem de 10% pra cima ou pra baixo. A deputada Jandira Feghali, (PCdoB), também declarou que o impeachment não será aprovado.

“Um gesto de agradecimento da presidenta com os que votaram nela na Comissão. Só posso dizer que eles não terão dois terços”, disse ela.

O deputado Weverton Rocha (PDT) ressaltou que a mensagem da presidenta Dilma foi de otimismo. “A presidenta passou sua mensagem de otimismo, sabendo que, mesmo nas grandes dificuldades, você tira lições. E uma dessas lições é saber que existe o outro dia. Então, a segunda-feira será o dia de recomeçar. Recomeçar por dentro, no diálogo, chamando o povo brasileiro a se unir, porque nós somos maiores que essa crise. O PDT vai lutar até o final para que se defenda de forma intransigente a nossa Constituição e a democracia brasileira“, afirmou.

Entre os presentes no encontro estavam também os deputados Orlando Silva, Arlindo Chinaglia, José Mentor, Pepe Vargas, Wadih Damous, José Guimarães, Luciana Santos, Benedita da Silva, Zé Geraldo, Afonso Florence; os ministros Ricardo Berzoini e Jaques Wagner; e os hoje deputados Marcelo Castro, Celso Pansera, Antônio Carlos Rodrigues e Mauro Lopes.

Na segunda-feira (11), o governo conquistou 41,5% dos votos da comissão, com votos de deputados do PT, PP, PMDB, PSD, PR, PDT, PC do B, PSOL, Rede, PT do B, PTN e PEN. Eles se posicionaram a favor da legalidade e contra o golpe.

Fonte: Blog do Planalto

#politica