Buscar

Petistas repudiam perseguição a Lula promovida por setores da mídia, Judiciário, Ministério Público


Foto: PT na Câmara

Parlamentares do Partido dos Trabalhadores repudiaram da tribuna da Câmara, nessa quarta-feira (17), a perseguição que setores conservadores da sociedade – incluindo parte da grande mídia, do Ministério Público Federal, da Polícia Federal e do Judiciário – têm promovido contra o ex-presidente Lula, com o objetivo de incriminá-lo a qualquer custo.

Os discursos dos petistas coincidiram com outra série de apoios prestados ao ex-presidente, em São Paulo, onde, no mesmo dia, ele seria ouvido como investigado pelo Ministério Público do estado. Lula só não depôs porque o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), por decisão liminar, entendeu haver na postura do MP desrespeito ao princípio legal do “promotor legal”.

A deputada Maria do Rosário (PT-RS) disse ser necessário dar atenção à decisão do CNMP, que suspendeu o depoimento a partir de representação do deputado Paulo Teixeira (PT-SP). “As irregularidades que foram realizadas pelo promotor, que tenta agir neste caso atacando o presidente Lula, é mais uma etapa, é mais um capítulo do ataque absurdo que, ao longo de toda a sua vida, ele vem sofrendo. Mas o povo brasileiro o conhece, sabe que ele foi o melhor presidente da história do Brasil. Nós estamos com Lula”, enfatizou Rosário.

O deputado João Daniel (PT-SE) transmitiu em plenário o apoio prestado a Lula, por meio de nota pública, pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). “Temos clareza de que os setores atrasados da grande mídia nacional, os setores atrasados e conservadores do Ministério Público Federal, da Polícia Federal e do Judiciário querem condenar a maior liderança da história do Brasil, que, em oito anos, deu vez, voz, carinho, respeito à Nação brasileira e ao povo, em especial o povo mais pobre”, disse o parlamentar.

João Daniel acrescentou que a nota do MST expõe claramente o que está em jogo. “É preciso que todos os movimentos sociais e todos os setores comprometidos da sociedade brasileira se pronunciem e se somem, porque não está em jogo apenas a maior liderança – Lula –, mas também um projeto da Nação brasileira, construído com sangue, suor e muito trabalho do povo brasileiro”, citou.

A deputada Moema Gramacho (PT-BA), que esteve em São Paulo nesta quarta-feira para prestar solidariedade a Lula, afirmou em plenário que a sociedade organizada se manterá firme na defesa do ex-presidente e contra quem representa a herança da ditadura e dos ataques à democracia. “Hoje se faz denúncia; denúncias vazam seletivamente, sem provas, para depois buscarem provas. Primeiro, entregam denúncias ao folhetim, à revista Veja, que é a revista oficial da oposição, para depois fazer [ataques], do ponto de vista jurídico”, explicou a deputada baiana.

Moema reiterou que tal postura não representa compromisso com a Justiça. “Essa é a execração que queriam fazer ao presidente Lula, e nós não concordamos com isso. Estamos firmes neste propósito de defendê-lo. Lula continuará sempre brilhando, porque a sua estrela é verdadeiramente iluminada. E nós estaremos junto com ele. Repito aqui: o povão sabe a importância de Lula para o nosso País, sabe o que estão querendo fazer com ele”, concluiu a parlamentar.

Fonte e foto: PT na Câmara

#politica