Buscar

Ministro reforça parceria estratégica a embaixador da União Europeia


O embaixador da União Europeia (UE) no Brasil, João Gomes Cravinho, visitou nessa quinta-feira (12) o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Celso Pansera. O objetivo foi preparar uma agenda para o comissário europeu de Investigação, Ciência e Inovação, Carlos Moedas, que, na próxima semana, participa de um workshopsobre a cooperação em pesquisa marinha no Oceano Atlântico, no Rio de Janeiro, e deve conhecer laboratórios brasileiros.

Pansera enfatizou o caráter estratégico da parceria bilateral ao recordar que, ainda neste ano, a presidenta Dilma Rousseff deve sugerir um acordo comercial entre o Mercado Comum do Sul (Mercosul) e a UE. "Nesse contexto, essa relação passa a ganhar outra dimensão", disse. "Temos todo o interesse em avançar nisso e enxergamos potencial em áreas como biotecnologia, energia de biomassa, segurança alimentar e pesquisa oceânica."

Cravinho destacou a realização do workshop sobre a cooperação em pesquisa marinha, na próxima terça-feira (17), com assinatura de declaração conjunta por Pansera e Moedas. O documento deve abordar conservação e uso sustentável da biodiversidade do Atlântico, fluxo de nutrientes entre terra e mar, mentalidade marítima, observação transatlântica e sistemas de previsão, segurança alimentar com aquicultura, tecnologia oceânica e investigação polar.

Segundo o embaixador, o comissário europeu vê a pesquisa oceanográfica como um ponto de entrada para a colaboração bilateral em outros campos de conhecimento. "Ele está convencido de que temos um trabalho a fazer para reequilibrar o relacionamento transatlântico", comentou Cravinho. "O panorama atual está muito dominado por uma intensa agenda conjunta entre a União Europeia e a América do Norte. Então, temos um objetivo político de reequilibrar isso com parcerias fortes com o Brasil e também a África do Sul."

Tecnologia da informação

Presente no 10º Fórum de Governança da Internet (IGF, na sigla em inglês), nesta semana, em João Pessoa, Cravinho afirmou que o Brasil "tem demonstrado saber liderar algo que interessa para todo o mundo, porque vai ser vital para qualquer país a forma como consolidarmos a governança da internet".

O ministro sublinhou que especialistas contribuem, terça (17) e quarta-feira (18), para o 8º Diálogo Brasil-União Europeia sobre Sociedade da Informação, em Brasília. Na ocasião, o secretário de Política de Informática do MCTI, Virgilio Almeida, anuncia os projetos contemplados pela terceira chamada da cooperação bilateral em TICs, organizada em 2015 em parceria com a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP). Também serão discutidos os resultados dos dois primeiros editais do programa, que envolveram o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI), em 2010 e 2012.

Já o embaixador assinalou que, quinta (19) e sexta-feira (20), o Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) realiza o Seminário Internacional Brasil-Europa em Urbanização Sustentável e Soluções Baseadas na Natureza, na sede do CNPq, com objetivo de oferecer subsídios para políticas públicas como o programa Tecnologias para Cidades Sustentáveis, da Secretaria de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social do MCTI (Secis).

O comissário europeu de Investigação, Ciência e Inovação é responsável pelo programa Horizonte 2020, que busca responder a questões de impacto global, como crise econômica, subsistência das populações, segurança e meio-ambiente, por meio do lançamento de chamadas públicas e outras ações.

Também participaram da audiência o chefe da Seção de Ciência e Tecnologia da Delegação da União Europeia no Brasil, Piero Venturi, e, por parte do MCTI, os coordenadores-gerais de Micro e Nanotecnologias, Alfredo Mendes, e das Unidades de Pesquisa, Sônia da Costa; o coordenador para Mar e Antártica, Andrei Polejack; o chefe da Assessoria de Assuntos Internacionais, Carlos Cardim; e o chefe de gabinete do ministro Pansera, Carlos Azevedo.

Fonte: MCTI

#cienciaetecnologia