Buscar

Brasil é premiado em competição internacional de badminton em SP


Ygor derrotou o guatemalteco Kevin Cordón, número 53 da lista e o melhor atleta das Américas Nelson Toledo/Fotojump

​O Brasil encerrou sua participação na 30ª edição da Brazil International Badminton Cup, em São Paulo, com um desempenho histórico. O País subiu ao pódio nas cinco categorias em disputa e conquistou três medalhas de ouro, duas de prata e uma de bronze. O torneio valeu pontos para o ranking mundial, critério que irá definir os representantes brasileiros nos Jogos Olímpicos Rio 2016.

O resultado mais expressivo foi o de Ygor Coelho. O jovem de 19 anos, 74º do mundo, foi campeão da chave masculina. Na final, Ygor derrotou o guatemalteco Kevin Cordón, número 53 da lista e o melhor atleta das Américas. Cordón era cabeça de chave número um da competição e nunca havia perdido para um atleta do Brasil.

Na decisão, Ygor levou a melhor por 2 x 1, parciais de 21/18, 20/22 e 21/19. O brasileiro teve dois match points no segundo set e não aproveitou. Depois, chegou a estar perdendo por 6/2 na última parcial, mas reagiu e levou o título. “Estava jogando em casa e quase desistindo, pois ele abriu 6/2. Isso, para mim que sou novo, é complicado. Só que a torcida me apoiou o tempo todo e não me deixou desistir”, destacou o campeão.

“Essa foi a quarta vez que o enfrentei e estava muito confiante. Sempre o admirei, o vi jogar no Pan do Rio, em 2007, e me inspirei nele. É uma referência para mim”, comentou Ygor, elogiando o rival, bicampeão Pan-Americano.

Além de Ygor Coelho, o Brasil teve mais dois títulos na Brazil International Badminton Cup. Nas duplas femininas, as irmãs Lohaynny e Luana Vicente confirmaram o favoritismo ao bater as peruanas Daniela Macias e Danica Nishimura na final por 2 x 0 (21/9 e 21/11). “Tínhamos começado mal o torneio, meio moles. Mas dessa vez jogamos bem e tornamos o jogo mais tranquilo. Elas formam a melhor dupla do Peru e já tivemos partidas equilibradas contra elas. Entramos focadas e vencemos”, avaliou Luana.

A outra conquista do País veio nas duplas mistas. Hugo Arthuso e Fabiana Silva, cabeças de chave número dois, surpreenderam os favoritos, os austríacos David Obernosterer e Elisabeth Baldauf. Os brasileiros venceram a final por 2 x 1, com parciais de 21/15, 16/21 e 21/19. Hugo e Fabiana ainda levaram outra medalha cada. Ele foi vice-campeão nas duplas masculinas ao lado de Daniel Paiola, enquanto Fabiana ficou com a prata na chave feminina individual. O outro pódio veio com Rafael Lajusticia e Estefane Ventura, bronze nas duplas mistas.

Disputa pela vaga olímpica

De acordo com as regras de classificação do badminton para os Jogos Rio 2016, os melhores atletas do Brasil no ranking mundial em 5 de maio do ano que vem estarão classificados. A briga é acirrada no masculino e no feminino. Na última atualização do ranking, em 22 de outubro, Ygor Coelho e Lohaynny Vicente levam vantagem sobre Daniel Paiola e Fabiana Silva.

No masculino, Ygor ocupava a 74ª posição da lista, com 21.745 pontos somados. Com o título na Brazil Cup, o jovem somou mais 2.500 pontos e deve subir alguns postos. Na cola dele vem Daniel Paiola, 83º do mundo com 20.175. Entre as mulheres, Lohaynny Vicente ocupa a 68ª posição, com 21.943 pontos. Atrás dela está Fabiana Silva, 81ª com 20.639. Vice-campeã da Brazil Cup, a tendência é de que Fabiana reduza a diferença entre elas na próxima atualização.

Fonte: Ministério do Esporte

#esporte