Buscar

Mulheres representam 71,5% dos candidatos à vaga de conselheiro tutelar


Foto: Portal Brasil

A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República apresentou o levantamento que mostra que 71,5% dos candidatos a conselheiro tutelar são mulheres, mais da metade têm entre 21 e 34 anos e, 22,5%, curso superior. No próximo domingo (4), brasileiros irão às urnas eleger 30 mil representantes, responsáveis por proteger crianças e adolescentes vítimas de violência.

Eles terão mandato de quatro anos a partir de janeiro. A pesquisa mostra que, para a votação, 77,6% dos municípios que participaram da pesquisa vão usar cédulas de papel e, 19,8%, terão votação em urnas eletrônicas. Os demais (2,6%) não informaram o sistema de votação a ser utilizado.

O levantamento foi feito em 52,3% dos municípios do País (2.656), que responderam a um questionário entre 14 de agosto e 22 de setembro. A pesquisa identificou 55.189 candidatos à função de conselheiro nesses locais. Todos eles recebem remuneração, mas o valor varia de acordo com o município. Em Brasília, por exemplo, os eleitos recebem R$ 4,8 mil por mês.

De acordo com a secretaria, o Brasil tem 5.956 conselhos tutelares instalados em 5.559 municípios. Alguns municípios têm mais de um, e, seis, não têm conselhos instalados. Essa será a primeira vez que os conselheiros serão escolhidos por meio do voto em uma eleição simultânea em todo o País.

Os conselhos tutelares são órgãos autônomos e permanentes, que integram a administração pública local. Para conhecer os candidatos e os locais de votação, as pessoas devem procurar o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Fonte: Portal Brasil, com informações da Agência Brasil

#mais