Buscar

Jovens terão rede de oportunidades de trabalho em micro e pequenas empresas, afirma Dilma


As micro e pequenas empresas brasileiras formam uma imensa rede de oportunidades de trabalho espalhada por todo o País. Agora, essa rede será incorporada às iniciativas do governo de promover o aprendizado e o emprego para os jovens, afirmou a presidenta Dilma Rousseff nesta terça-feira (28), ao lançar o Pronatec Aprendiz na Micro e Pequena Empresa, em cerimônia no Palácio do Planalto.

“Nós queremos incorporar o jovem aprendiz naquilo que é a rede mais importante, mais espraiada que existe no nosso País, a rede de micro e pequenas empresas. A rede de microempreendedores individuais. Mas queremos fazer isso com qualidade, daí a importância do Pronatec estar por trás, sustentando esse programa”, afirmou na ocasião.

Dilma reforçou que a capilaridade dessa rede é um ponto de apoio para os adolescentes. “Em cada esquina, em cada comunidade, em cada distrito desse País, em cada bairro, em cada região tem uma pequena e micro empresa. E essa micro e pequena empresa é uma macro família, que pode acolher o jovem com o apoio do Estado brasileiro, do governo brasileiro”.

Os representantes do empresariado do setor foram convidados pelo governo para participar de um encontro de trabalho no Palácio do Planalto, com a presença dos ministros do Trabalho e Emprego, Manoel Dias; Educação, Janine Ribeiro; do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello e o ministro-chefe da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Guilherme Afif Domingos.

Parcerias “Eu quero agradecer a presença aqui daqueles que serão nossos parceiros fundamentais na construção do chamado Programa Pronatec Aprendiz. Hoje, nós estamos aqui para aprender com os senhores. Os senhores que têm a experiência da micro e da pequena empresa. Estamos aqui para escutar sugestões. Para afirmar a importância dessa participação para levar a cabo esse programa, que é um programa essencial para o nosso País”, disse.

Ela enfatizou que é importante o Estado se colocar como parceiro da sociedade. Porque onde não há Estado, onde não há organização empresarial, a tendência é de que ações criminosas se desenvolvam e substituam as ações do Estado e da sociedade e acabem absorvendo os jovens.

A ampla cooperação que envolve o Pronatec inclui ainda a parceria com o chamado Sistema S (Senai, Sesi, Senac, Sest-Senat, Sesc, Senar e Sescoop). “O Pronatec é um programa que teve seu sucesso baseado na cooperação, na parceria entre o governo federal e o Sistema S, sobretudo, e também as escolas estaduais e, portanto, dos governadores e dos municípios onde elas existem”.

“Mas essa parceria, ela agora maturou. Nós aprendemos porque conseguimos levar à frente esse programa com 8 milhões de vagas para alunos, tanto do sistema de ensino para o trabalhador como também para as escolas de ensino médio técnico”, completou.

Inclusão social

A presidenta lembrou que uma característica do seu governo, e também do governo do presidente Lula, tem sido uma política de inclusão social, que combina um conjunto de outras políticas para a inclusão do povo brasileiro.

“E aí eu me refiro a essa combinação, Bolsa Família de um lado. No interior do País, Luz para Todos, porque ninguém vive sem energia elétrica. O direito básico à uma casa, que é a Minha Casa, Minha Vida, e todas as políticas de educação, de expansão da educação”, destacou.

Essa inclusão, continuou, chega ao ensino básico, passando pelo ensino técnico profissionalizante e o acesso à universidade, entre outras etapas. E que é preciso sempre avançar e procurar mais. “E, sem sombra de dúvida, uma das questões que eu acredito que foram mais importantes dentro do meu governo, foi olhar para a micro e a pequena empresa no Brasil e o microempreendedor individual. Primeiro, porque essa é uma realidade econômica e social que faz com que o País seja capaz de avançar a passos largos. Faz com que tenhamos resolvido um dos grandes sonhos, que é ser dono de um próprio negócio”

“Nós vamos inclusive utilizar uma metodologia que adotamos dentro do programa Brasil Sem Miséria, que é a busca ativa. Vamos utilizar toda a estrutura do Sistema de Assistência Social, que existe no País, o chamado Suas, tanto nos Cras, como nos Crais. Acredito que agora, no Pronatec 2, daremos um passo decisivo, que é o Pronatec Aprendiz na micro e na pequena empresa”.

Fonte: Blog do Planalto

#economia