Buscar

Histórias de brasileiras pioneiras são contadas em exposição


Divulgação-Caixa.jpg

Mostra "Escolhas: Mulheres Brasileiras e Suas Conquistas" fica em cartaz no Átrio Vitrais da Matriz I da Caixa em Brasília.

Na semana do Dia Internacional da Mulher, uma exposição no Átrio dos Vitrais do prédio Matriz I da Caixa, em Brasília, relembra a luta e as conquistas femininas nos últimos séculos, especialmente o direito de escolha.

A mostra Escolhas: Mulheres Brasileiras e suas Conquistas, em cartaz até a próxima sexta-feira (13), utiliza textos e ilustrações para relatar as histórias de vida de 36 brasileiras que foram pioneiras em diferentes áreas.

“Trabalhamos com três conceitos: sensibilidade, força e sabedoria. Pela primeira vez, estamos contando histórias de mulheres aviadoras, cientistas, sacerdotisas, escritoras, indígenas e empregadas domésticas e não apenas de mulheres que lutaram em guerras”, explica a curadora e professora da Faculdade de Comunicação da Universidade de Brasília (UnB), Tânia Montoro.

Os visitantes terão liberdade para criar o seu próprio percurso. O caminho da sensibilidade apresenta grandes artistas, como Cecília Meireles, escritora e poetisa, Mercedes Baptista, a primeira bailarina negra do Corpo de Baile do Theatro Municipal, e Chiquinha Gonzaga, compositora que se destacou no início do século 20.

As brasileiras que fizeram contribuições na área de justiça estão representadas no caminho da “força”, entre elas Maria da Penha, símbolo da luta contra a violência doméstica, que deu nome à lei de proteção às mulheres criada em 2006.

Já a trilha da “sabedoria” conta as histórias de advogadas, professoras e médicas que, por meio de conhecimento e persistência, se destacaram em estudos internacionais.

Para retratar todas estas personagens emblemáticas, o artista plástico chileno Cheo González escolheu traços fortes e grossos, que pudessem representar o poder pessoal de cada mulher.

"Houve ilustrações criadas em cima de fotografias, outras de quadros e algumas reconstruídas, porque a qualidade dos originais estava muito ruim. Apenas um dos desenhos foi criado a partir do zero devido à falta de registros: o de Luiza Mahin, africana que veio para o Brasil como escrava e tornou-se líder, em 1825, da Revolta dos Malês", explica.

Acesse o hotsite da exposição virtual e confira o perfil de mulheres que inspiraram gerações.

Serviço

Exposição: Escolhas: Mulheres Brasileiras e suas Conquistas Local: Átrios dos Vitrais, Ed. Matriz 1 da Caixa – SBS Quadra 4 Lote 3/4 Visitação: até sexta-feira (13) Horário: 8h às 20h Informações: (61) 3206-9448 Exposição virtual: www.diadamulhercaixa.com.br Classificação Indicativa: livre Entrada franca

Fonte: Caixa