Buscar

Cardozo: Não há fatos que possam envolver a presidenta Dilma nas investigações da Lava Jato


O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, rebateu a interpretação de que a presidenta Dilma Rousseff tenha ficado de fora da lista de políticos que serão investigados da Operação Lava Jato apenas por impedimento constitucional.

Em entrevista coletiva concedida na tarde de hoje (7), o ministro chamou atenção para a clareza do parecer do ministro do Supremo Tribunal Federal, Teori Zavascki, ao negar a existência de motivação para a inclusão de Dilma entre os investigados.

“A presidenta não teve pedida qualquer investigação porque não há fatos, não há indícios que pudessem envolvê-la em absolutamente nada nesse episódio”, reforçou Cardozo, ao ler trechos da decisão de Zavascki sobre a chefe do Executivo. “Não há indícios mínimos capazes de autorizar a abertura de qualquer procedimento”, enfatizou.

Durante a coletiva, Cardozo frisou que tanto a Polícia Federal quanto o Ministério Público têm independência e autonomia para investigar casos de corrupção e refutou qualquer hipótese de interferência externa nos trabalhos da investigação.

“Se, no passado, havia interferência para se buscar pessoas, hoje isso não mais ocorre. Concorde o Executivo ou não com as decisões, elas são de inteira responsabilidade do Ministério Público”, afirmou o ministro da Justiça.

Foto: Foto: Isaac Amorim/ AG MJ

Fonte:Portal Brasil

#politica