Buscar

Vicente Lopes questiona incorporação da Secti à Seplan prevista pela reforma administrativa do gover


Parlamentar diz que falta clareza nos itens da reforma, no que se refere ao montante que será economizado

O deputado estadual Vicente Lopes (PMDB) questionou, em discurso do Grande Expediente na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) nesta quarta-feira (4), a inclusão da Secretaria Estadual de Ciência e Tecnologia (Secti) na Secretaria de Planejamento (Seplan), medida constante no projeto de reforma administrativa governamental que tramita na Assembleia.

Segundo o deputado, falta clareza nos itens da reforma, no que se refere ao montante que será economizado, e na relação dos cargos que serão extintos. Ele manifestou preocupação com a medida, em face dos benefícios trazidos pela Secretaria com as pesquisas e os avanços tecnológicos. “O estado pode oferecer muito mais perspectivas de crescimento e desenvolvimento com a manutenção da secretaria”, afirmou.

Sobre o orçamento destinado à secretaria, o deputado questionou a economia trazida com a extinção da Secti. “O orçamento da Secti executado em 2014 foi de R$ 3,8 milhões, devolvendo em pesquisas R$ 37 milhões de reais. É fato que o governo precisa economizar, mas a economia de menos de R$ 4 milhões não altera significativamente o orçamento do estado”, destacou.

Em aparte, o deputado estadual Wanderley Dallas (PMDB) apoiou o discurso de Lopes, lembrando o “salto tecnológico” e de especialização que o estado teve com o trabalho desenvolvido pela Secti. Já o deputado estadual Sabá Reis (PR) salientou a reforma como uma economia de itens supérfluos como terceirização de transportes, por exemplo.

Fonte: Agência Notícias de Aleam

#politica