Buscar

UFAM e UEA firmam parceria para a implantação de biodigestores em comunidades de Novo Airão


A Faculdade de Tecnologia da UFAM passa a contar a partir de março com a parceria da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), na construção e instalação de biodigestores caseiros, produtores de biogás, em comunidades do município de Novo Airão, distante cerca de 180 km de Manaus.

O biodigestor é um projeto piloto desenvolvido por alunos da então Faculdade, sob a orientação do professor do Departamento de Engenharia Química, Johnson Pontes de Moura, que utiliza cascas de frutas, e dejetos de animais como aves, suínos e bovinos, para a produção do biogás, em substituição ao gás de cozinha, energia não-renovável.

Na parceria interinstitucional estão previstos a construção de 25 biodigestores em Novo Airão, sendo alguns destinados para a unidade da UEA em Manacapuru, município distante cerca de 100 km de Novo Airão, e 85 km de Manaus. Com os biodigestores prontos, o objetivo das Universidades é substituir de forma gradual o gás de cozinha utilizado pelas famílias.

Com um orçamento inicial de R$ 25.000,00, o prazo de produção e instalação dos biodigestores é de um ano, podendo ser prorrogado. O coordenador do projeto, professor Johnson Pontes de Moura, é quem vai gerir a construção dos equipamentos em Novo Airão, além de orientar os alunos da Uea, participantes da pesquisa. Os biodigestores serão montados em um sítio, onde já existe um em funcionamento há 8 meses.

Custo benefício

O biodigestor da UFAM é feito de tambores, mangueiras de borracha, barras de ferro, canos PVC e registros, tudo a um custo de aproximadamente R$ 600,00. O tempo de vida útil do equipamento pode chegar a 6 anos.

A tecnologia atende a uma família de quatro pessoas, produzindo biogás para preparar alimentos, e o biofertilizante para a sua plantação. Em abril, a pesquisa será apresentada no 1º Seminário Internacional de Sustentabilidade (Sintes), que acontece na Escola Superior de Tecnologia da Uea. Nesse Evento, a parceria UFAM e UEA será destacada como forma de buscar novas instituições de P&D interessadas em apoiar a pesquisa.

Fonte e fotos : UFAM

#amazônia #cienciaetecnologia