Buscar

Cidade-sede do futebol olímpico, Brasília prepara-se para 2016


Em 2016, o Brasil vai ser palco de mais um importante evento esportivo. Cerca de 380 mil turistas internacionais são esperados para acompanhar a Olimpíada e aproveitar para viver os encantos do Brasil.

Além do Rio de Janeiro, sede oficial dos Jogos Olímpicos, outras cinco cidades brasileiras também serão palco desse grande evento recebendo as competições de futebol masculino e feminino.

Selecionada como uma dessas cidades, Brasília (DF) se prepara para reforçar a promoção da capital do Brasil como um importante destino turístico e repetir o sucesso da Copa do Mundo de 2014, quando o estádio Mané Garrincha recebeu o segundo maior número de turistas nacionais e estrangeiros entre as arenas do Mundial, e o

Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek bateu recorde na operação de voos internacionais.

Houve um aumento de 55% na operação e 870 pousos e decolagens no período da Copa, que resultaram em 1,66 milhão de passageiros desembarcados no Aeroporto Juscelino Kubitscheck.

Turistas na Copa

Segundo dados da Secretaria de Turismo do Distrito Federal (Setur-DF), Brasília recebeu 633 mil visitantes, sendo 488.903 nacionais e 143.743 estrangeiros. Foram 87 nacionalidades, sendo 29% colombianos, 15% argentinos e 10% norte-americanos.

Famosa pelas curvas de Oscar Niemeyer e pelo projeto urbanístico de Lucio Costa, Brasília conquistou os visitantes da Copa com suas peculiaridades. Segundo dados da Setur-DF, 93% dos turistas aprovaram a cidade e 98% pretendem voltar para visitá-la.

A expectativa é que a cidade conquiste também boa parte dos visitantes que virão para a Olimpíada.

A Copa do Mundo permitiu a Brasília mostrar que seus atrativos vão além do Patrimônio Cultural da Humanidade. Além da organização cartesiana, os brasileiros e estrangeiros que passaram por Brasília se encantaram com a grandiosidade da capital brasileira, com as possibilidades de desfrutar o Lago Paranoá, com o horizonte infinito e com um céu incomparável.

Um dos sucessos foi a Torre de TV, que virou ponto de concentração de várias torcidas estrangeiras, e também de brasileiros, antes e depois dos jogos no Mané Garrincha, que já recebeu mais de 1,7 mil pessoas, desde sua inauguração, em jogos e shows realizados no local.

Impacto econômico

Os dados divulgados pela Secretaria de Turismo do DF logo após a Copa também mostraram que os turistas movimentaram R$ 1,3 bilhão na economia local. Isso significa que, na média, um casal que veio a Brasília para a Copa e ficou 4 dias gastou cerca de R$ 4 mil na cidade.

Outro setor que teve crescimento durante o Mundial foi o comércio. De acordo com a Associação dos Artesãos, Artistas Plásticos e Manipuladores de Alimentos da Feira da Torre, o crescimento das vendas chegou a 1.000% na praça de alimentação, 300% nas bancas de souvenirs e 50% nas barracas de artesanato.

Foto: Durante a Copa de 2014, Brasília recebeu 633 mil visitantes, sendo 488.903 nacionais e 143.743 estrangeiros. Na foto, estádio Mané Garrincha - Divulgação/Copa 2014

Fonte:Instituto Brasileiro de Turismo

#esporte