Buscar

Abertas as inscrições para a Olimpíada Brasileira de Matemática 2015


A 11ª edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas premiará 6,5 mil medalhistas em todo o País. As escolas têm até 31 de março para inscrever os alunos.

O Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa/MCTI) abre nesta segunda-feira (23) as inscrições para a 11 ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep 2015).

Também hoje será lançada a nova página da olimpíada na internet: www.obmep.org.br. As próprias escolas devem fazer a inscrição dos alunos, até o dia 31 de março, exclusivamente pelo site.

Podem ser inscritos estudantes do 6º ao 9º ano do ensino fundamental e do ensino médio de escolas públicas municipais, estaduais e federais.

No site também é possível encontrar materiais didáticos, como bancos de questões e resolução de provas de edições anteriores, que podem ser usados na preparação dos candidatos e no ensino da matemática em sala de aula.

Iniciada em 2005, a Obmep é promovida com recursos dos ministérios da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e da Educação (MEC) e tem apoio da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM). A iniciativa é do Impa, unidade de pesquisa supervisionada pelo MCTI e responsável pela realização da olimpíada em todo o País.

A olimpíada tem como objetivo incentivar o estudo da matemática e revelar talentos, além de difundir as melhores práticas para o ensino da disciplina. A edição de 2014 mobilizou mais de 18 milhões de alunos de quase 47 mil escolas, localizadas em 5.533 municípios (99.41 % do total de municípios brasileiros).

Provas

Com três om três níveis de participação (nível 1: alunos do 6º e 7º anos do ensino fundamental; nível 2: alunos do 8º e 9º anos do ensino fundamental; e nível 3: alunos do 1º, 2º e 3º anos do ensino médio), a Obmep é dividida em duas fases.

As provas da 1ª etapa acontecem no dia 2 de junho. Os alunos classificados farão a prova da 2ª etapa no dia 12 de setembro. Os resultados serão divulgados no site da Obmep em 27 de novembro.

Premiação

Em sua 11ª edição, a Obmep premiará 6,5 mil alunos. Serão 500 medalhas de ouro, 1,5 mil de prata e 4,5 mil de bronze, além de mais de 46 mil menções honrosas.

Aos medalhistas será oferecida a oportunidade de participar do Programa de Iniciação Científica Júnior (PIC-Obmep), a ser realizado em 2016. O programa dá direito a uma bolsa de Iniciação Científica Jr. do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico (CNPq/MCTI).

Além de premiar os estudantes com melhor desempenho na prova da 2ª fase, a Obmep também premia professores, escolas e secretarias de educação de municípios que se destacaram em virtude do desempenho dos seus alunos.

Reconhecimento

Pelo trabalho desenvolvido ao longo de uma década, o Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa/MCTI) foi destaque do Prêmio Faz Diferença – O Globo 2014 na categoria Sociedade/Educação.

Na categoria Sociedade Ciência/Saúde, o vencedor foi o matemático Artur Ávila, pesquisador extraordinário do Impa. Respeitado no campo da matemática avançada há tempos, Ávila tornou-se conhecido dos brasileiros ao ganhar, com apenas 35 anos de idade, a Medalha Fields, o equivalente ao prêmio Nobel da área, em agosto de 2014.

A iniciativa do jornal O Globo, que está em sua 12ª edição, reconhece e homenageia o esforço dos brasileiros que, em suas áreas, serviram de inspiração para o País e fizeram história. No ano passado, 17 personalidades ou entidades foram escolhidas.

A exemplo das versões anteriores, jornalistas de cada uma das editorias do jornal indicaram as três pessoas, empresas ou instituições que mais se destacaram nas páginas do jornal pela atuação em suas áreas. Os leitores foram convidados a participar e votar naqueles que mais se sobressaíram em 2014 em cada categoria.

A cerimônia de premiação será realizada no dia 18 de março, às 20 horas, no Copacabana Palace, no Rio de Janeiro. O diretor geral do Impa, César Camacho, participa do evento.

Fonte: MCTI

#cienciaetecnologia