Buscar

Semana Nacional de C&T começa nesta segunda (13)


A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT 2014) começa nesta segunda-feira (13), em todo o País, com o tema "Ciência e Tecnologia para o Desenvolvimento Social". O evento deve ser aberto pelo ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Clelio Campolina, no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade, em Brasília. Paraquedas, ornitóptero, churrasqueira automática e tanque militar são algumas das peças que estarão expostas no local.

A 11ª edição da SNCT, que vai até domingo (19), busca popularizar a ciência e mostrar sua importância no desenvolvimento do País, além de incentivar a atitude científica e a inovação. Traz ainda como proposta estimular as instituições a abordarem a ciência e a tecnologia em uma dimensão social, como instrumento de inclusão, transformação e desenvolvimento humano.

Oito temas principais serão abordados ao longo da SNCT 2014: segurança alimentar e nutricional, tecnologia, biodiversidade, tecnologia da informação e da comunicação, energia renovável, centros e museus, difusão e popularização da ciência e centros vocacionais tecnológicos.

Confira a programação completa da SNCT 2014 na página do MCTI.

Brasília

A exposição itinerante "Leonardo Da Vinci – Maravilhas Mecânicas", do Museu de Astronomia e Ciências Afins (Mast/MCTI), vai levar ao público 30 peças do cientista e inventor italiano. Apenas o Parafuso de Arquimedes e o painel do ambiente da água não serão expostos em Brasília.

As maquetes de madeira, criadas por Roberto Guatelli, reproduzem as coordenadas matemáticas deixadas pelo gênio renascentista e apresentam ao público um lado pouco explorado de Da Vinci. A mostra retrata a essência criativa de um cientista recriando modelos em três dimensões de alguns desenhos do artista. Entre as invenções estão as máquinas precursoras do helicóptero, da asa delta e do relógio moderno.

Dividida em quatro áreas, simbolizadas pelos quatro elementos da natureza (Ar, Água, Fogo e Terra), a mostra já passou por cidades de vários estados.

Da Vinci é considerado mais um teórico de arquitetura do que um construtor prático, com ideias e projetos que mostraram sempre uma mente futurista. Sua primeira investida em planejamento urbano inclui estradas projetadas em dois níveis: Cidade Ideal. É dele uma das primeiras tentativas conhecidas de alimentar o canhão pela culatra. O tanque militar é antecessor do tanque blindado, um veículo pouco usado até a Primeira Guerra Mundial.

Leonardo Da Vinci dedicou muito tempo ao estudo da atmosfera. O helicóptero inventado por ele, em forma de parafuso, inspirava-se no mecanismo de um brinquedo, levado do extremo oriente para a Europa. Seu projeto Paraquedas, exceto o feitio, assemelha-se à versão moderna do artefato. O estudo de engrenagens múltiplas é usado até hoje no mecanismo dos relógios.

A capital terá ainda um tapete estampado com a imagem de Brasília registrada pelo satélite sino-brasileiro CBers. Esta é uma das atrações do estande do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe/MCTI) durante a 11ª SNCT.

O estande do Inpe é adornado por painéis que apresentam suas áreas de atuação. Ali serão exibidos vídeos que destacam as áreas científicas, de engenharia, cooperação internacional e as principais aplicações do Inpe, como a oferta gratuita de imagens de satélites, testes para a indústria nacional e dados de desmatamento, entre outros produtos e serviços oferecidos à sociedade.

Rio de Janeiro

Aventura pelo corpo humano é o nome da exposição que a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) traz este ano para a 11ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia. O estande da Fiocruz tem o formato do Castelo Mourisco, que abriga a presidência da instituição, no Rio de Janeiro, e que foi construído em 1905 pelo arquiteto português Luiz de Moraes Júnior.

Além da exposição, a Fiocruz também apresentará uma cena de teatro chamada Conferência Sinistra, que promove encontro inusitado entre a febre amarela, a varíola e peste bubônica.

Foto: Divulgação/EBC - SNCT acontece anualmente e traz diversas informações científicas para a população

Fonte: Agência Brasil, com informações do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação / Rede Mundo

#cienciaetecnologia