Buscar

Conjunto masculino chega à final do Mundial de Ginástica Artística


Pela primeira na história o conjunto masculino brasileiro de ginástica artística se classificou para disputar a final do Campeonato Mundial de Ginástica. Na competição em Nanning, na China, a equipe formada por Sérgio Sasaki, Arthur Nory, Lucas Bitencourt, Arthur Zanetti, Diego Hypolito e Francisco Barreto garantiu o sétimo lugar, com 348.100 pontos. A final por equipes será disputada nesta terça-feira (7).

O melhor resultado até então do conjunto brasileiro era o 13º lugar obtido em Tóquio, no Mundial de 2011. Na China, o Brasil (348.100) ficou atrás de potencias como China (362.698), Japão (361.609), Estados Unidos (360.393), Grã-Bretanha (357.193), Rússia (356.957) e Alemanha (348.643), países com tradição e investimentos grandes na ginástica artística. Mas ficou à frente da Suíça (345.993), Ucrânia (345.540), Coreia do Sul (343.594), França (343.385) e Romênia (341.516) para citar os primeiros 12 na classificação por equipes em Nanning.

“Esse resultado, com certeza, é histórico para nós. Estamos na final por equipes, temos dois finalistas no individual geral (Sérgio Sasaki e Arthur Mariano) e três finalistas por aparelhos - Arthur Zanetti, nas argolas, Sergio Sasaki, no salto, e Diego Hypólito, no solo”, afirmou o técnico Marcos Goto, da seleção, e da SERC/Agith, de São Caetano do Sul. “Estar entre os oito melhores do mundo por equipe é muito emocionante. Estamos muito felizes por conseguir realizar um sonho”, disse.

Marcos disse que o resultado é fruto do trabalho de todos os treinadores do Brasil. “Cada um de nós contribui no seu dia a dia, nos clubes, para o crescimento da ginástica brasileira. Devemos também agradecimentos aos investimentos feitos pela CBG, COB e Ministério do Esporte e aos clubes que apoiam a ginástica artística”, conta.

Zanetti também se classificou para a disputa de medalhas na final das argolas, com a quarta melhor nota - 15.76. “Agora, o objetivo é cravar”, disse o ginasta que deu um passo na saída das argolas e terá adversários duros na decisão, como o chinês chinês Yang Liu (15.933), o russo Denis Abliazin (15.866) e o grego Eleftherios Petrounias (15.733), todos com notas superiores na qualificação.

“O objetivo para o Mundial era ficar pelo menos entre os 10 primeiros. Para mim, o meu objetivo, desde o início, era ficar entre os oito, sermos finalistas no mundial por equipes”, disse Marcos Goto, que conseguiu atingir o objetivo traçado.

Foto: Divulgação/Ministério do Esporte - Conjunto masculino chega à final do Mundial de Ginástica Artística - Brasileiros disputam pela primeira vez a final de conjunto

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério do Esporte / Rede Mundo

#esporte