Buscar

Centro vocacional ensina alunos sobre sistemas de energias renováveis


Unidade na sede do Instituto Mamiruá, em Tefé (AM), promove curso profissionalizante para comunidades amazônicas




Fontes inesgotáveis e gratuitas de energia limpa. Os sistemas de energias renováveis se caracterizam como uma alternativa viável para o atendimento da demanda energética, sem a desvantagem do impacto socioambiental comum nas fontes tradicionais, como usinas hidrelétricas e termoelétricas movidas a combustíveis fósseis. Essas fontes alternativas, especialmente o sistema fotovoltaico, foram assunto das aulas do Centro Vocacional Tecnológico (CVT) Tecnologias Sociais da Várzea Amazônica.




Os 28 alunos do primeiro CVT do Amazonas, instalado na sede do Instituto de Mamirauá, em Tefé (AM), participam do curso há quatro meses e já tiveram aulas sobre climatologia e aquecimento global, tecnologias sociais, políticas de mitigação ambiental, manejo de agroecossistemas, ecologia florestal entre outros temas. O curso tem a duração de dois anos.




Os módulos são organizados mensalmente e quem ministra as aulas são os técnicos e pesquisadores do instituto que é vinculado ao Ministério da Ciência, tecnologia e Inovação (MCTI).




Nas aulas teóricas foi contextualizada a utilização do sistema fotovoltaico e a importância dele para o Brasil. Também foram apresentados detalhes dessa matriz energética como os sistemas autônomo e em rede e as características da experiência do Instituto Mamirauá, que é pioneiro na instalação de sistemas fotovoltaicos conectados à rede com seguimento solar no estado do Amazonas.



Sobre o Centro Vocacional Tecnológico


O primeiro centro do Amazonas foi inaugurado pelo Instituto Mamirauá em março de 2014, com o intuito de capacitar lideranças visando a sustentabilidade ambiental e econômica das comunidades, contribuindo para empoderamento de jovens da região.



A proposta é que o centro seja ampliado para áreas da Reserva Mamirauá, com a construção de duas bases flutuantes próximas às sedes dos municípios de Maraã e Fonte Boa.



Os CVTs são unidades de ensino e de profissionalização, voltados para a difusão do acesso ao conhecimento científico e tecnológico. A iniciativa da Secretaria de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social do Ministério da Ciência Tecnologia e Inovação (Secis/MCTI) conta com 370 centros tecnológicos no Brasil.



Fontes: Portal Brasil, com informações do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação e Instituto Mamirauá / Rede Mundo

#ambiente