Buscar

Semana do Peixe populariza consumo de pescado no País


Como tradicionalmente ocorre, a campanha contará com o apoio de redes de supermercado, feiras livres, mercados públicos, bares e restaurantes, escolas, colônias e sindicatos de pescadores, centros de nutrição e, principalmente, dos consumidores. Nesta época, durante a campanha, as redes de supermercado costumam fazer promoções e o consumo de pescado cresce aproximadamente 30%.



A campanha foi criada para estimular o consumo e a produção de pescado no País. Afinal, esta é a proteína animal mais saudável do mercado, sendo mesmo recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS).



O fato é que a Semana Santa – importante evento religioso - estimula o consumo no primeiro semestre de cada ano. No segundo semestre, a Semana do Peixe, que já integra o calendário de eventos do País, faz a sua parte: contribui para embalar o consumo de pescado até o final do ano.



O esforço está sendo recompensado. Nos últimos dez anos, o consumo mais que dobrou no Brasil. Só de 2012 para 2013, o consumo no país cresceu quase 25% ultrapassando o mínimo estabelecido pela OMS que é de 12 Kg/habitante/ano. Hoje, a população consome em média 14,5 quilos de pescado por habitante/ano.



E tem mais, a Semana do Peixe estimula o trabalho de pescadores e aquicultores, no continente e no litoral. O que é muito importante para a geração de empregos.



Como 2014 é um ano eleitoral, o Ministério da Pesca e Aquicultura terá uma atuação mais discreta em relação à Semana do Peixe, para cumprir com a legislação que rege o pleito. Entretanto, irá garantir muitos eventos e atrações em todo o País.



Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério da Pesca e Aquicultura

#economia