Buscar

Josué Neto quer ação da Assembleia para ajudar prefeituras com aterros sanitários


Declarando-se preocupado com os problemas que podem decorrer da falta de aterros sanitários nos municípios do interior, principalmente em relação às doenças e à poluição do ar nessas áreas, o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado estadual Josué Neto (PSD), propôs nesta quarta-feira (19), aos colegas de parlamento a formação de uma frente parlamentar para ajudar as prefeituras do interior a conseguir os recursos necessários para a implantação dos seus aterros sanitários.


O presidente Josué Neto reconheceu que apesar de essa responsabilidade ser dos prefeitos, as prefeituras não têm condições financeiras de assumir esse tipo de investimentos, que é dos mais caros, por isso sugeriu aos deputados a criação de um movimento dentro da casa para promover o diálogo com os prefeitos e o governo estadual, e com o governo federal a fim de avançar na questão dos aterros sanitários nos municípios.


Para o deputado Josué Neto, a não resolução dos problemas dos lixões nas cidades do interior é fator de agravamento na questão da saúde pública, assim como na poluição ambiental. Segundo ele, um agravante é a prática da queima do lixo pelas pessoas, algo que não faz mal só para a população como também para o meio ambiente. Josué Neto citou as cidades de Parintins e Nhamundá, onde os lixões já se encontram dentro da área urbana, atingindo centenas de moradores no seu entorno.


“Esse é um tema importantíssimo e o trabalho que nós poderemos fazer é grande, como por exemplo, avançar nas discussões, aumentar o debate na casa, trazendo o assunto para as comissões que tratam sobre esse assunto, como as de serviços públicos, de assuntos municipais, de meio ambiente e de saúde, pois sendo um tema com variantes transversais, várias são as ações e as formas de se abordar”, disse.


Sessões

Em rápida entrevista coletiva, o presidente Josué Neto voltou a falar a respeito da sua proposta de mudança na sequência das reuniões plenárias durante o período de campanha eleitoral, passando a sessão de quinta para a segunda-feira, informando que o assunto ainda não foi debatido com todos os deputados e que a mudança tanto poderá ser aprovada como rejeitada pela maioria.


Perguntado a respeito do desconto das faltas dos deputados que se ausentam do plenário para o trabalho de campanha, o deputado Josué Neto disse que a justificativa da falta ou o pedido de desconto do jeton é uma iniciativa de cada deputado, mas garantiu que até o momento todos os que se ausentam para fazer campanha estão pedindo o desconto salarial, inclusive ele próprio.


Fonte: Agência de Notícias da Aleam / Rede Mundo

#politicas