Buscar

Eduardo Campos diz que meta é investir 2% do PIB em ciência e tecnologia


O candidato à Presidência da República Eduardo Campos (PSB) disse hoje (5) que terá como meta investir 2% do Produto Interno Bruto (PIB) em ciência e tecnologia. Ele participou de encontro com integrantes da Academia Brasileira de Ciências (ABC), em que recebeu o documento Por uma Política de Estado para Ciência, Tecnologia e Inovação – Contribuições da ABC para os Candidatos à Presidência do Brasil.


Campos disse que o Brasil tem o desafio de utilizar a ciência e tecnologia para ajudar na retomada do crescimento econômico. “Nós temos muito conhecimento. Se colocado à disposição de quem produz, iremos produzir mais, melhor e barato, podendo competir no mercado externo com produtos que hoje são vendidos aqui dentro”.


O candidato também defendeu mudanças no sistema educacional, com aumento da carga horária e ensino em tempo integral. “Nós tomamos a decisão de antecipar metas que estão no Plano Nacional de Educação. Uma delas é a universalização do ensino integral no ensino médio".


O documento entregue ao candidato pelo presidente da ABC, Jacob Palis, pede, entre outros pontos, que o desenvolvimento da ciência, tecnologia e inovação seja uma política de Estado.


“Neste século é impossível a criação de bons empregos, o combate à pobreza e o fortalecimento da governabilidade democrática sem a melhoria da educação, o uso intensivo de ciência, a aplicação das tecnologias localmente mais eficientes, e a introdução do conceito de inovação em toda a sociedade”, diz o texto, que pode ser acessado na página da ABC na internet.


Agência Brasil / Rede Mundo

#eleições2014