Buscar

Bernardinho convoca Seleção de vôlei para o Campeonato Mundial


Divulgação/Brasil 2016

Competição terá início no dia 30 de agosto, na Polônia. Brasil venceu as três últimas edições

Uma semana após o vice-campeonato na Liga Mundial, o foco da Seleção Brasileira masculina de vôlei já está direcionado para o Campeonato Mundial, considerado o principal objetivo do ano de 2014. O técnico da equipe, Bernardinho, divulgou a lista com 18 nomes convocados para a competição, que será realizada de 30 de agosto a 21 de setembro, na Polônia.


Foram chamados os levantadores Bruninho, Raphael e Murilo Radke; os opostos Wallace, Leandro Vissotto, Evandro e Renan; os centrais Lucão, Sidão, Éder e Isac; os ponteiros Murilo, Lucarelli, Lipe, Maurício Borges e Lucas Lóh; e os líberos Mário Jr. e Felipe.


Após cinco dias de folga depois da Liga Mundial, os jogadores se apresentam nesta segunda-feira (28) no Centro de Desenvolvimento do Voleibol, em Saquarema (RJ), para o reinício do trabalho, desta vez visando exclusivamente o Mundial.


O Brasil é tricampeão do Mundial e venceu as três últimas edições da competição. O primeiro título veio em 2002, na Argentina. Depois, a Seleção Brasileira garantiu a medalha de ouro no Japão. E, em 2010, a equipe de Bernardinho venceu na Itália.


Convocados: Levantadores – Bruninho, Raphael, Murilo Radke Opostos – Wallace, Vissotto, Evandro, Renan Centrais – Lucão, Sidão, Éder, Isac Ponteiros – Murilo, Lucarelli, Lipe, Maurício Borges, Lucas Lóh Líberos – Mário Jr., Felipe


História

O vôlei nasceu em 1895 – um ano antes da primeira edição das Olimpíadas – na Associação Cristã de Moços de Holyoke, no estado norte-americano de Massachussets. O professor William G. Morgan, influenciado pelo tênis, colocou uma rede entre as duas equipes, evitando assim o contato físico característico do basquete, outra modalidade recente que ganhava fama rapidamente no país.


Apenas um ano depois de sua criação, o vôlei já tinha praticantes no outro lado do mundo, em países como o Japão. A disseminação do esporte ocorreu de uma forma tão rápida e eficiente que hoje o esporte detém uma marca grandiosa: a Federação Internacional de Vôlei (FIBV, em inglês) é a federação que mais possui países filiados entre todos os esportes, com 220.


No Brasil o vôlei virou um modelo de sucesso a ser seguido por outros esportes. Emplacando uma geração vencedora atrás da outra, de Atenas-2004 a Londres-2012, o Brasil não ficou de fora do pódio uma vez sequer. Nesse período, o País conquistou um ouro (2004) e duas pratas (2008 e 2012) no masculino, além de dois ouros (2008 e 2012) no feminino.

Fontes: Portal Brasil, com informações do Brasil 2016,

#esportes