Buscar

Aos gritos de “o campeão voltou”, Seleção é recebida por centenas de torcedores em Fortaleza


Equipe chegou por volta das 19h30 à capital cearense, onde enfrenta a Colômbia na sexta-feira, e foi recepcionada por cerca de 500 torcedores


Eles começaram a chegar cedo. Às 12h30, quase sete horas antes do desembarque da Seleção em Fortaleza nesta quarta-feira (02.07), previsto para 19h30, a estudante Deisilani Raquel, de 13 anos, e sua mãe, Maria Inês, já estavam em frente ao Marina Park Hotel para receber os jogadores do Brasil que enfrentam a Colômbia na sexta-feira, na Arena Castelão. As torcedoras foram as primeiras a chegar na porta da concentração do time brasileiro. “Estamos aqui para receber nossa Seleção de braços abertos. Tenho certeza de que o carinho da gente vai ser muito importante para os jogadores”, disse Inês. “Estávamos numa ansiedade muito grande em casa e resolvemos vir logo”, contou Deisilani, que é fã do zagueiro e capitão Thiago Silva.


Com camisas do Brasil e cartazes de apoio ao time, pelo menos 500 pessoas foram receber os jogadores no hotel, localizado na orla de Fortaleza. As gêmeas Aline e Alice de Oliveira, de 14 anos, são fãs do zagueiro David Luiz, apelidado por elas de “pipoquinha” por causa dos cabelos cacheados. “Ele é muito carismático e humilde com todo mundo. Tenho certeza de que vai ajudar muito a trazer essa Copa para o Brasil”, afirmou a confiante Aline. “Viemos para mostrar que a torcida vai apoiar a seleção até o fim”, disse Alice


A comerciante Lúcia Balbina de Oliveira chegou por volta das 17 horas ao hotel para “trazer sorte” à delegação brasileira no confronto contra a Colômbia. “Quanto mais demonstrações de carinho a gente puder passar, mais força eles vão ter em campo. Acreditamos que no final vai dar tudo certo”, disse Lúcia, que é fã do goleiro Júlio César. “Ele é muito simples e tudo que fala é mostrando muita determinação. Dá para perceber que o Júlio é um rapaz muito generoso”.


Já Leilane Moura, de 25 anos, tentava uma foto do atacante Neymar para mostrar ao filho Pedro Arthur, de 4 anos. “Ele é alucinado pelo Neymar. Vim aqui dar uma força para os jogadores e tentar levar alguma lembrança para meu filho, nem que seja uma foto do ônibus”, disse ela.


Antes das 19 horas, Os torcedores já ocuparam os dois lados e o canteiro central da avenida em frente ao hotel para dar as boas vindas à Seleção Brasileira. “Dessa vez não vai ser igual ao jogo que foi contra o México. O Brasil vai vencer por 2 a 0”, palpitou o mecânico Marcílio Pontes, que aproveitou para sugerir uma substituição para o técnico Luiz Felipe Scolari. “Ele tem que tirar o Daniel Alves e por o Maicon. Não dá para ficar dando tanto espaço daquele lado do campo”, cornetou o torcedor.


O estudante Felipe Dioni, de 15 anos, afirmou que o meio-campo brasileiro precisa melhorar para o confronto diante da Colômbia. “Oscar e Paulinho caíram muito de rendimento neste ano. Eles jogaram muito na Copa das Confederações. A bola precisa passar mais pelo meio-campo para chegar redondinha ao ataque”, disse o “treinador” Felipe. O ônibus brasileiro chegou às 20h10 ao Marina Park Hotel e foi recebido aos gritos de “o campeão voltou!”.



Fonte: Portal da Copa / Rede Mundo

#esporte