Buscar

Divulgada nova etapa do pregão do Cidades Digitais


Empresas selecionadas serão responsáveis pela implantação da rede de fibras ópticas em 262 cidades contempladas pelo programa


Ministério esclarece dúvidas sobre edital do programa Cidades Digitais


O Ministério das Comunicações concluiu a fase de classificação dos lances no pregão que vai conectar as 262 cidades escolhidas pela segunda chamada do Cidades Digitais. Um total de 11 empresas participou dos 16 lotes em disputa. O resultado foi calculado após a aplicação das margens de preferência aplicadas à compra de tecnologia nacional, regulamentadas este ano pelo governo federal.


As empresas que foram as primeiras colocadas em cada lote devem, agora, enviar ao MiniCom os documentos necessários para a habilitação. Após essa etapa, o resultado será publicado no Diário Oficial e será aberto prazo para apresentação de recursos.


O diretor de Infraestrutura para Inclusão Digital do MiniCom, Américo Bernardes, considerou o pregão satisfatório. "Vencemos com sucesso essa primeira etapa. Todo o processo ocorreu dentro da normalidade e houve uma concorrência significativa, o que nos permite ter confiança na empreitada", afirma.


As empresas serão responsáveis pela elaboração do projeto-executivo e pela implantação da rede de fibras ópticas nos municípios selecionados. Essa rede vai conectar órgãos públicos e pontos de grande circulação à internet. A segunda etapa do Cidades Digitais conta com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2).


Cidades Digitais

O objetivo do programa Cidades Digitais é modernizar a gestão, ampliar o acesso aos serviços públicos e promover o desenvolvimento dos municípios brasileiros por meio da tecnologia. As cidades que recebem estrutura de rede são selecionadas por meio de edital. Em 2012, o Ministério das Comunicações abriu a primeira seleção para o projeto-piloto, em que 80 cidades foram contempladas. Em 2013, o Cidades Digitais foi incluído no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do governo federal, selecionando 262 cidades com população de até 50 mil habitantes.

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério das Comunicações / Rede Mundo

#economia