Buscar

500 mil barris/dia do pré-sal tornam irreversível papel estratégico da Petrobras, afirma Dilma


A Petrobras demonstra que o papel estratégico dela para o país é inequívoco, segundo a presidentaDilma Rousseff, graças a produção diária de 500 mil barris de petróleo por dia em campos do pré-sal. Em cerimônia, nesta terça-feira (1), no Rio de Janeiro (RJ), ela afirmou que a marca faz parte da cadeia ininterrupta de sucesso da empresa, além de defendê-la de críticas.


“Esses 500 mil barris foram considerados uma ilusão que nós, como representantes do governo, estávamos praticando e impondo à Petrobras. Mesmo que baseado em dados tecnicamente sólidos, essas questões falsas foram levantadas contra a Petrobras. Mas, em apenas oito anos, a Petrobras fez com que as nossas plataformas, trabalhando na desafiadora distância de 300 quilômetros da costa e bombeando óleo de profundezas abissais, mostrassem aos incrédulos que o pré-sal é uma riqueza palpável e tangível, e que, acima de tudo, pertence ao povo brasileiro”, constatou.


Dilma também celebrou a contratação direta da Petrobras para exploração do excedente em óleo de outros campos do pré-sal: Búzios, Entorno de Iara, Florim e Tupi. Para a presidenta, com a produção diária de 500 mil barris de petróleo, e a nova tarefa de explorar entre 10 a 14 bilhões de barris nestes quatro campos, indicam que a empresa tem grande papel no ciclo de desenvolvimento do país, além de garantir que riquezas se transformarão em patrimônio para o povo.


“Estamos falando de volumes expressivos de recursos. Considerando as quatro áreas que a Petrobras foi autorizada a explorar diretamente. Estamos falando de pelo menos R$ 1,3 trilhão destinados para educação e saúde ao longo dos próximos 35 anos. Imaginem o quanto que as políticas de educação vão avançar, o quanto vai crescer qualidade dos serviços para nossa população”, analisou.


Fonte: Blog do Planalto / Rede Mundo

#economia